fbpx

Descubra o poder dos antioxidantes nos cuidados com a pele

A vitamina C é um dos antioxidantes mais populares

Foto: Shutterstock / Alto Astral

Os cuidados com a pele, conhecido popularmente como skincare, ganhou força nos últimos anos. Basta ir à farmácia ou acessar um e-commerce de beleza que encontrará milhares de dermocosméticos para as mais devidas finalidades. Com tantas opções no mercado, fica difícil decidir qual comprar.

Muito além das marcas ou das indicações na internet, é preciso entender a composição daquele produto e se há compatibilidade com a sua pele, ou seja, se seus componentes não causaram reações indesejadas na face e se serão uteis na obtenção dos resultados desejados.

Com rotinas de beleza cada vez mais completas, muito tem se ouvido falar sobre os antioxidantes. Sua popularidade já é certa, mas para que servem, de fato, esses produtos e para quem são indicados? Confira as dicas e recomendações do dermatologista Dr. André Lauth, membro da Doctoralia, sobre o uso.

Entendendo os benefícios

Quando escolhemos determinada fórmula para usar no rosto, pretendemos alcançar algum resultado específico. No caso dos antioxidantes, como vitamina C, Resveratrol e Niacinamida (Vit. B3), o especialista explica que sua função é neutralizar os radicais livres, que são substâncias prejudiciais para a pele. “Elas são produzidas biologicamente pelo organismo, especialmente por meio da exposição solar, poluição, consumo de álcool, cigarros, estresse e não ter uma noite de sono de qualidade”.

Para quem é indicado?

Segundo a profissional, qualquer pessoa que busque manter a cutis saudável e com aparência jovial pode usar produtos com esses antioxidantes. No entanto, ele ressalta a importância de saber qual o seu tipo de pele para poder optar pela melhor versão. “As peles mais secas devem dar preferência a cremes ou loções, enquanto as mais oleosas devem buscar por produtos mais leves, como os géis ou cremes oil-free”, explica.

Como usar?

As fórmulas podem ser incluídas tanto na rotina diurna, quanto na noturna, desde que aplicada na ordem correta. De acordo com Dr. André, a melhor opção é o uso pela manhã, antes do protetor solar (inclusive, não esqueça esse passo!), pois o antioxidante já neutralizará os radicais livres produzidos durante o dia. Enquanto à noite, ele poderá ser combinado com outros produtos, como os ácidos glicólico e retinoico. “Nesse caso, o antioxidante deve ser aplicado pelo menos 15 minutos antes do ácido escolhido”, conclui.

Antes de fazer usos de produtos para o rosto, lembre-se de consultar um profissional. Assim, saberá sua indicação e recomendação, evitando frustrações e até mesmo reações alérgicas, que podem ser desencadeadas por algum componente. 

Consultoria: Dr. André Lauth, médico dermatologista e membro da Doctoralia.

Fonte: Terra

Deixe uma resposta

Jornais Virtuais