Desorganização presenteia os truculentos paraguaios. O gramado – Prisma


Porto Alegre, Brasil


Para desespero de Tite, começou a chover nesta noite, em Porto Alegre, antevéspera do jogo eliminatória contra o Paraguai.


A previsão é de mais chuva amanhã. 


E há a possibilidade na noite de jogo, quinta-feira.


Assim como a temperatura despencar, tornando a capital do Rio Grande do Sul uma espécie de clone de Londres, com direito a fog, fortíssima névoa, cobrindo o sol.



Não que os jogadores de Eduardo Berizzo sejam especialistas em jogar debaixo d’água.


Ou que eles adorem ler Edgar Allan Poe.


O problema está na vergonhosa condição do gramado da Arena do Grêmio. Com a chuva e a falta de sol, a tentativa agoniada de melhorar a relva está sendo sabotada.


Na verdade, o Comitê de Organização da Copa América e a administração do estádio gremista são responsáveis pelo vexame.


O torneio sul-americano definiu o Brasil como sua sede desde 2012. Há sete anos, portanto. A competição deveria ser disputada aqui em 2015, mas como os brasileiros já teriam, em 2013 a Copa das Confederações, em 2014, a Copa do Mundo e, em 2016, a Olimpíada, a honra passou ao Chile.


E o combinado foi que, em 2019, a competição seria brasileira.


As cinco sedes do torneio foram anunciadas em junho de 2018.



Houve uma disputa política renhida. E Salvador, Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte e Porto Alegre ganharam.


Tiveram um ano para se prepararem.


Mas os gramados de Salvador e, principalmente daqui, de Porto Alegre, são símbolos do descaso.


Há uma silenciosa troca de responsabilidade.


Em off, os organizadores brasileiros da competiçao dizem que o Grêmio sofre com o gramado do seu estádio há anos.


Mais precisamente há dois anos.



“Quando eu gritava sozinho era porque o Renato estava gritando sozinho. Agora é o Brasil todo. O gramado não está em boas condições.


“O Brasil joga, vai embora, e depois quem joga é o Grêmio. Jogos decisivos, de Copa do Brasil, Libertadores, Campeonato Brasileiro, com a grama ruim. Eu já gritei o suficiente. Já não é mais problema meu”, desabafou Renato Gaúcho à ESPN/Brasil.


Renato diz que o problema não é mais seu porque o presidente do clube, Romildo Bolzan, promete que irá reformar de vez o gramado, depois da Copa América.



A atenção para o gramado cheio de buracos, desnivelado e duro foi chamada por Messi, na partida entre Argentina e Qatar.


O Grêmio culpa de forma escancarada o Comitê Organizador Local, ao ter permitido sete atividades com jogadores com chuteiras no gramado, no intervalo de nove dias. 


Como é a imagem gremista que está sendo prejudicada, a administração do estádio colocou funcionários para trabalhar em tempo integral, para minimizar o vexame no jogo de quinta-feira.


O tempo fechado, sem sol. atrapalha porque o gramado na arena já é prejudicado naturalmente. Normalmente ele recebe menos luz natural do Sol, que deveria. A própria estrutura do estádio atrapalha. Esse detalhe fundamental escapou da construtora OAS.



O Grêmio já utiliza carrinhos noruegueses com luzes que reproduzem em 25% os raios solares.


Eles estão sendo espalhados pelo gramado.


Mas o problema não é só esse.


Tufos de grama estão soltando porque as raízes não se prenderam ao solo. Daí os buracos, com o excesso de atividades seguidas.


A saída será cortar 26 milímetros para deixar o gramado o mais regular possível. E há a promessa tanto dos organizadores da Copa América e dos administradores do Grêmio que não será utilizada areia verde para disfarçar as falhas.


Em um piso ruim, o time sem melhor condição técnica e se preocupado mais em se defender do que atacar, leva vantagem. Ou seja, está ótimo para o Paraguai.



O Comitê de Organização Local e os administradores do estádio deram essa vantagem aos rivais dos brasileiros.


Tite e Berizzo foram avisados que não poderão treinar na arena. Não farão o reconhecimento porque funcionários seguirão trabalhando até momentos antes do jogo desta quinta-feira, 21h30.


O que acontece pode ser resumido em uma só palavra.


Vexame…


Veja imagens do duelo entre Brasil e Peru na Copa América 2019



Fonte: R7

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: