fbpx

Discursiva nos concursos públicos: siga essas dicas!

Discursiva em Concursos Públicos

A discursiva nos concursos públicos é uma etapa da prova de caráter eliminatório e classificatório a qual, certamente, apavora muitos candidatos.

A preparação com antecedência é essencial, por isso, neste artigo, serão apresentadas algumas dicas infalíveis para se sair bem na prova!

Atualmente, os concursos públicos vêm exigindo, cada vez mais, questões discursivas dos candidatos. Além do domínio do conteúdo pedido, é necessária também uma boa base estrutural, para que o texto cumpra os requisitos estabelecidos pela Banca Examinadora.

Discursiva nos Concursos Públicos: DEFINA AS PALAVRAS DE SEU TEMA

À primeira vista, ao se deparar com o tema da prova, imediatamente, separe uma parte de seu rascunho para escrever todas as palavras que vier à mente sobre ele. Isto ajudará, e muito, na hora de organizar as ideias e fazer o desenvolvimento do texto.

Por exemplo, se o tema da redação for Corona Vírus, de pronto, já lance tudo que vier em sua mente sobre ele: covid 19, corona, gripe, contaminação, pandemia, doentes, fatal, mortes, isolamento, quarentena, médicos, hospitais, leitos, UTI, caos, lockdown, vacina, casos, regiões, óbitos, sintomas, febre, tosse, cansaço, assintomático, transmissão, prevenção, China, morcego, grupo de risco.

Conforme a redação vai sendo desenvolvida, a lista de palavras vai sendo utilizada, até se esgotar. Este método trará segurança ao candidato no momento da prova, pois ele terá um conteúdo para se apoiar ao escrever, evitando o famoso “branco”.

Discursiva nos Concursos Públicos:  SIMPLICIDADE, CLAREZA e OBJETIVIDADE.

Antes de mais nada, ao ler a proposta, tenha calma. Logo depois, entenda bem o que está exposto para que não haja riscos de escrever sobre o que não foi pedido. Em seguida, grife os pontos que achar mais importantes.

Seja simples, claro e objetivo. Assim sendo, evite firulas e dê preferência à ordem direta das frases: SUJEITO>VERBO>COMPLEMENTO. Sempre pergunte a si próprio se a frase está adequada e completa, se os sujeitos combinam com os verbos e se o contexto está dentro do tema proposto.

Igualmente, evite repetições. As linhas já são escassas para repetir determinado argumento citado. Por certo, buscar sinônimos é uma maneira de se evitar a redundância e deixar o texto mais rico.

Por exemplo, o verbo ser, que pode ser substituído por configurar, consistir, constituir, integrar. Guarde em mente os vários significados, para que, na hora da prova, já tenha um leque de opções pronto.

A clareza também engloba uma boa caligrafia. Preste atenção na maneira como escreve, pois o que pode parecer claro para você, por já estar acostumado, para um terceiro que a desconhece, pode ser ilegível.

Vícios na grafia (como “m” parecer “n”, “o” parecer “a”, “b” parecer “l”) devem ser corrigidos precocemente e apenas com o treino será possível eliminá-los.

É importante mudar o hábito de escrever seus textos em computadores, tablets, celulares, ou em qualquer outro meio que não seja a caneta e papel. Veja os benefícios da utilização da escrita manuscrita:

Ainda, quanto à objetividade, jamais dialogue com o leitor, como faço com você agora. Diferentemente deste artigo, em que há liberdade para tanto, a discursiva para concursos é muito mais técnica e totalmente impessoal.

Discursiva nos Concursos Públicos: ESQUELETO

O esqueleto facilita muito na hora de elaborar o texto. Trata-se de um padrão pré-elaborado pelo candidato que pode ser aplicado a qualquer situação, por meio da aplicação de expressões-chave.

Muitos, até mesmo, dizem que se trata de plágio, pelo fato de o candidato sempre escrever do mesmo modo diversas redações. Porém, não é bem assim. Para o concurso, somente uma redação será avaliada. Se você escreve da mesma maneira 50 redações, utilizando-se, em todas elas, dos mesmos verbos, expressões e fundamentações, não há nada demais, pois você não está escrevendo um livro, nem é colunista de um jornal.

Coloque na cabeça que você precisa se sair bem em UMA discursiva para um concurso específico, então, quanto mais mecânico e padronizado for, melhor.

A seguir, algumas dicas de como preparar um esqueleto nota 10:

DIVISÃO DO TEXTO

Geralmente, a média de linhas exigida na prova é de 30, a depender da previsão do edital. Dentro da quantidade total de linhas, o texto deve ser dividido em: introdução, desenvolvimento e conclusão.

Um parágrafo para introdução e um para a conclusão são suficientes, a fim de que o restante das linhas seja aproveitado para o desenvolvimento.

Na introdução, apresente a ideia inicial. Também, é possível apresentar um pensamento oposto, para que o leitor se sinta instigado a ler o texto, mas tome cuidado. Se não se sentir seguro no assunto, fique na área de segurança.  

A introdução é o cartão de visitas de sua discursiva, em outras palavras, deve ser muito bem fundamentada e chamativa – no bom sentido.

No desenvolvimento será tratado o tema propriamente dito. Utilize-se de argumentos fáticos, ideias a favor e contra a problemática, mas não abra mão da impessoalidade: opinião pessoal de jeito algum!

Enfim, na conclusão, deve haver uma solução à problemática, bem como a sua ligação com a fundamentação. Lembre-se que é apenas um parágrafo, assim, precisa ser bem sucinto e objetivo.

ORDEM

O examinador não sabe em que você estava pensando ao escrever o texto, por isso, procure seguir a ordem cronológica dos fatos, para não gerar confusão.

Ao passo que, se for dar exemplos ou mencionar fatos, busque citar, primeiro, o geral para, em seguida, tratar das situações particulares.

Da mesma forma, a coerência, que é a harmonia de ideias ao longo do texto, deve estar presente.

Para ilustrar: não comece falando de COVID, por exemplo, e termine falando sobre CRISES MUNDIAIS. Este último assunto pode estar contido na sua argumentação, mas deve se manter conectado à ideia central, como transição, e não conclusão.

EXPRESSÕES-CHAVE

Determinadas expressões e frases são essenciais para o esqueleto de sua redação, independentemente do tema. Por meio delas, é possível relacionar os parágrafos e criar elementos de ligação entre as ideias.

Para ilustrar, seguem algumas expressões para guardar na mente:

dissertativa nos concursos públicos

Verbos de ligação também se mostram cruciais na hora de elaborar o texto. Como o próprio nome já diz, ele faz a ligação entre o sujeito e o complemento, para que haja conexão. Sozinhos, não possuem significado de ação, mas, no contexto, indicam o estado ou transição, ideal em textos dissertativos:

dissertativa nos concursos públicos

Discursiva nos Concursos Públicos: VOCABULÁRIO

Um texto bem elaborado não exige linguagem rebuscada e complexa, porém, requer diversificação, para que não sejam utilizadas as mesmas expressões o tempo todo. Para desenvolver um bom vocabulário, pratique todos os dias.

Coloque uma meta diária, consistente em aprender uma palavra nova todos os dias e tentar utilizá-la ao conversar ou escrever uma mensagem.  É uma tarefa muito simples e fará com que você enriqueça seu vocabulário rapidamente.

Discursiva nos Concursos Públicos: ATUALIZE-SE

Nossa realidade é caracterizada por uma alta velocidade de informações. É obrigatório ao concurseiro acompanhar as notícias atuais e ter conhecimento de temas relevantes que estão em alta.

Para tanto, importante saber selecionar o que é lido, pois passar o dia todo em sites de notícias leva a um grande consumo de energia e de tempo, o qual poderia ser utilizado para o estudo de outras matérias do concurso público a prestar.

Portanto, busque com inteligência. Se você for prestar um concurso policial, por exemplo, esteja por dentro das notícias sobre segurança pública de modo geral. Não se perca nos detalhes, como gravar o nome da rua em que tal pessoa foi baleada. bem como evite reportagens muito extensas e procure fontes confiáveis.

Treine e deixe prontos textos-base de desenvolvimento que tratem de assuntos que podem ser encaixados em diversas situações, como, por exemplo, problemas sociais, questões ambientais, educação, violência.

Utilize a tecnologia a seu favor. Para isso, habilite as notificações de seu celular e tablet para que apareçam as notícias na tela principal, assim como as extensões de seu navegador.

Estabelecer uma rotina também é essencial. Defina qual horário do dia será reservado para a leitura de notícias. Por exemplo, enquanto toma o café da manhã, já dê aquela lida no que está acontecendo no mundo.

E, por fim, porém não menos importante, a fim de entender o que se está lendo e poder reproduzir na discursiva depois, é indispensável saber interpretar os textos.

Discursiva nos Concursos Públicos: FÓRMULA NA PRÁTICA

Com estas dicas, será possível montar um esqueleto a ser utilizado nos diversos temas que podem aparecer em sua prova dissertativa nos concursos públicos.

A melhor forma de conseguir um bom desempenho nas questões discursivas é ter equilíbrio entre linguagem e o conteúdo e obter uma pontuação razoável em ambos os aspectos avaliados.

Segue um exemplo:

discursivas nos concursos públicos

Ter essa base de desenvolvimento pronta vai auxiliar na elaboração de qualquer tipo de texto, tanto para redações dos mais diversos temas, quanto para as questões discursivas de matérias específicas. Veja:

Enfim, treine muito e otimize o seu tempo para que seja possível escrever o rascunho antes de passar a limpo a redação na folha de respostas.

Discursiva nos Concursos Públicos:  CONCLUSÃO

Escrever bem requer prática. Por isso, embora as dicas venham a dar a você um norte, sem o reiterado treinamento, de nada irão adiantar.

Ademais, diferentemente das outras disciplinas, em que há um gabarito, não é possível corrigir sozinho a própria discursiva, devido à subjetividade. Por isso, é de muita valia um auxílio externo, ao menos para iniciar.

Este apoio pode ser adquirido por meio de um curso ou um professor para corrigir as suas redações/dissertativas. Isto irá auxiliá-lo para que tenha uma base sólida, eliminando, desde cedo, eventuais vícios.  

O nosso time do Estratégia possui cursos de discursivas para os mais diversos concursos, inclusive aos que já estão com o edital publicado.

Aliás, na Assinatura Platinum, o aluno tem direito à correção das discursivas!

Não deixe de conferir!

Espero ter te ajudado com essas dicas para prova de discursiva nos concursos públicos.

Heloísa Tondinelli

Discursivas p/ Polícia Federal (Agente) 

Discursivas p/ PRF

Discursivas p/ PC-PA (Escrivão) 

Discursivas p/ PC-PA (Investigador) 

Discursivas p/ PC-RN (Agente e Escrivão)

ASSINE AGORA – Assinatura Ilimitada

Sistema de Questões

Estratégia Questões nasceu maior do que todos os concorrentes, principalmente porque há mais questões cadastradas e mais soluções por professores. Então, confira e aproveite os descontos e bônus imperdíveis!

ASSINE AGORA – Sistema de Questões

Aliás, fique por dentro dos concursos em aberto:

CONCURSOS ABERTOS

Em seguida, veja as oportunidades previstas:

CONCURSOS 2020

CONCURSOS 2021

Fonte: Google News

Deixe uma resposta

Jornais Virtuais