fbpx

Dono da empresa que Pazuello negociou vacinas já foi condenado por fraude | Política

Foto: Anderson Riedel/PR

General da ativa, Eduardo Pazuello recebeu representantes da World Brands Distribuição

O dono da empresa World Brands Distribuição, de Santa Catarina, já foi condenado por fraude de importação. Em março, o então ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello, recebeu representantes da empresa
no ministério em uma reunião onde pretendia intermediar a venda ao governo de 30 milhões de doses da Coronavac.

Na ocasião, o ex-ministro gravou um vídeo para anunciar o interesse na aquisição dos imunizantes
. Na gravação, uma pessoa identificada como “John” se manifesta em nome da empresa e agradece pelas “portas abertas” no ministério. 

O vídeo foi revelado na última semana pela Folha de S. Paulo. Segundo o jornal, o preço da dose negociado pela empresa seria quase três vezes maior que o do Butantan. A companhia cobraria US$ 28 por dose da Coronavac (R$ 155 naquele dia). O preço do Butantan é de R$ 58, convertidos.

A World Brands Distribuição está em nome do empresário Jaime José Tomaselli. Ele foi um dos três condenados pela Justiça Federal de Itajaí (SC), em maio de 2014, por participar de conluio que fraudou documentos de importação de produtos.

Segundo decisão do juiz Marcelo Micheloti, notas fiscais de importação de “carrinhos de controle remoto, embalagens em cartela de papel com plástico e lâmpadas fluorescentes” eram falsamente emitidas em nome de uma das empresas de Tomaselli, a Marfim. Mas os produtos eram adquiridos por outra firma, para “ocultar a real adquirente e ludibriar a fiscalização estatal”. O site da World Brands está registrado em nome da Marfim.

Fonte: Google News

Deixe uma resposta

Jornais Virtuais