fbpx

Dudu já no Qatar. Revolta no Palmeiras pela negociação amadora – Prisma



São Paulo, Brasil


“Há o lado pessoal.


E há o lado profissional.


“O planejamento de um clube moderno tem de ser respeitado.


“Como o Palmeiras pode abrir mão de seu principal jogador, no meio da temporada, por empréstimo, por problemas pessoais?


“E os interesses esportivos da equipe?


“Ninguém sabe o motivo do empréstimo do Dudu.


“Que benefício trará ao Palmeiras.


“Não foi explicado para os conselheiros.


“Foi uma decisão centralizada.


“Falta transparência à essa administração.”


A declaração é de Genaro Marino, ex-vice presidente, ex-braço direito de Mauricio Galiotte e que era vice também de Paulo Nobre, quando o Palmeiras contratou Dudu.


Marino não está sozinho.


Inúmeros conselheiros da oposição e da situação não se conformam pela maneira banal com que o Palmeiras perdeu seu principal jogador.


Por problemas com sua ex-esposa, que o acusa de agressão, Dudu procurou Galiotte, com seu empresário André Cury. E apresentaram a proposta do Al Duhail.


A princípio seria uma venda por 15 milhões de euros, cerca de R$ 91 milhões. Depois, com a divulgação da acusação da ex-esposa de Dudu, o clube qatariano decidiu recuar.


E a compra virou o pedido de empréstimo.


Mas com o pedido de 2 milhões de euros, cerca R$ 12 milhões a menos para o Palmeiras.


Os qatarianos alegaram o medo de que o jogador, de vida noturna muito ativa, não se adapte às rígidas regras sociais do país mulçumano. 


Daí veio a ideia do empréstimo por um ano, por 7 milhões de euros, cerca de R$ 42,8 milhões.


E, em julho de 2021, se Dudu aprovar, o Al Duhail, pagará mais 6 milhões de euros, cerca de R$ 36,7 milhões. 


Além de o Palmeiras ficar com 20% de uma futura transação. E ter a prioridade no Brasil de recontratação do atacante.


Galiotte aceitou, sem levar a proposta ao Conselho de Orientação Fiscal, aos conselheiros. Decidiu sozinho.


Vanderlei Luxemburgo tinha Dudu como o principal jogador do time. Todo seu plano tático foi sabotado com esse empréstimo.


O atacante embarcou ontem para o Qatar.


“Estou feliz por um lado e triste por outro, por dar uma pausa agora na minha trajetória no Palmeiras.


“A gente sabe o carinho que tem com o clube, que a torcida tem comigo, mas como falei hoje para meus companheiros no CT e com o pessoal do clube: não é um adeus, é uma pausa nessa minha trajetória no Palmeiras.”


Aos 28 anos, Dudu vive seu auge como jogador.


Não há um atleta do mesmo potencial que Galiotte possa contratar pelo mesmo valor do empréstimo.


A postura do dirigente foi a de fazer um favor ao atacante.


Financeiramente, a transação não é interessante para o Palmeiras.


Longe disso.


Basta comparar com jogadores com menor potencial, como Pedrinho, do Corinthians, 20 milhões de euros, cerca de R$ 122 milhões. Ou Reinier, do Flamengo, 30 milhões de euros, cerca de R$ 183 milhões.


Se comprado pelo Al Duhail, ele renderá 13 milhões de euros, R$ 79 milhões.


“Espero ficar um tempo no Catar, construir uma história bonita como construí aqui no Palmeiras. E quando voltar, dar continuidade nessa trajetória no Palmeiras”, disse, o empolgado Dudu.


Se ele conseguir ficar longe de problemas e jogar bem, o clube qatariano acena com um contrato para ficar mais três anos.


Ou seja, talvez, com 32 anos, ele retorne ao Palmeiras…

Fonte: R7

Deixe uma resposta

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!