fbpx

EDITAL de Investigador autorizado com 900 vagas! Salários de até R$ 4.741,59!

A Polícia Civil já prepara abertura de concurso para preenchimento de 900 vagas no cargo de Investigador no Estado do Mato Grosso. A Secretaria de Segurança Pública informou que o concurso, já autorizado pelo ex-governador, Pedro Taques, está sendo preparado com todo o cuidado para respeitar a Lei de Responsabilidade Fiscal. Além disso, a pasta informou que o processo de abertura do certame já está na gerência de Planejamento de Pessoal da Secretaria de Estado de Gestão.

Os diretores da Polícia Judiciária Civil se reuniram com o secretário de Segurança Pública,Gustavo Garcia Francisco, e o ex-governador de Mato Grosso para apresentar breve balanço das atividades desenvolvidas pela Polícia Civil de Mato Grosso durante o ano de 2017. No encontro, foi pontuado a necessidade de reposição do efetivo da Polícia Civil, diante do número de policiais que estão aptos a se aposentar, cerca de 150, além de mais de 100 que já se aposentaram.

O concurso Polícia Civil PC/MT 2019

Para concorrer a uma das vagas no concurso da Polícia Civil PC-MT 2019 o candidato deverá ter nível superior completo. Além disso, será necessário ter carteira de habilitação na categoria ‘B’, ‘C’ ou ‘D’ para concorrer ao cargo de Investigador O salário deve girar em torno de R$ 4.741,59.

O cargo de Investigador terá missão de I – proceder à coleta e análise de dados, informações e conhecimento de interesse da investigação policial, em assessoria e sob designação da autoridade policial; II – proceder, na ausência da autoridade policial, os devidos encaminhamentos aos procedimentos policiais nas tarefas que não 4 forem privativas da autoridade policial; III – assinar por ordem, documentos que não sejam privativos da autoridade policial, dispostos em instrução normativa do Conselho Superior de Polícia; IV – proceder, mediante determinação expressa da autoridade policial, às diligências e investigações policiais com o fim de coletar provas para a elucidação de infrações penais e respectivas autorias, estabelecer causas e circunstancias, visando à instrução dos procedimentos legais, emitindo relatório circunstanciado dos atos realizados; V – realizar intimações e notificações; VI – assessorar estudos para a execução de projetos de organização e reorganização na área policial; VII – efetuar prisões em flagrante e arrecadar instrumentos relacionados à prática de infrações penais, de acordo com as disposições legais; VIII – cumprir mandados judiciais de prisão, de busca e apreensão, de sequestro de bens entre outros; entre outras tarefas.

Último Concurso PC MT

O último concurso da Polícia Civil/MT aconteceu em 2012. As avaliações objetivas contaram com 70 questões, Conhecimentos Básicos (Língua Portuguesa), Conhecimentos Gerais (Ética e Filosofia, Atualidades História e Geografia de Mato Grosso) e Conhecimentos Específicos (Noções de Informática, Noções de Direito Administrativo, Constitucional, Penal e Processual Penal, Organização e Estatuto da Polícia Judiciária Civil/MT).

Cada questão da prova objetiva foi composta de cinco opções (A, B, C, D e E) de múltipla escolha. O candidato deverá assinalar uma única alternativa como resposta, de acordo com o comando da questão.

Além das provas objetivas, os inscritos foram avaliados por títulos, exame de saúde, teste físico, avaliação psicológica e investigação social. A validade do concurso foi de dois anos, podendo ser prorrogado por mais dois anos.

Sobre a Polícia Civil do Mato Grosso

A história da polícia no Estado, como em todos os outros, sofreu influência direta do que ocorria no mundo ocidental. Ressalta-se que a capitania de Mato Grosso foi criada em 1748, mas apenas em 03/03/1753 foi instituída a companhia de Ordenança de Homens Pardos com efetivo de 80 pessoas.

Após a Independência do Brasil, a Carta Magna de 1824 normatizou a formação de posturas policiais em suas províncias. Naqueles dias o juiz de paz tinha também atribuição de polícia. Em 1835, com a formação da Assembléia Legislativa Provincial, foi criada a polícia com a denominação de “Homem do Mato”, com o fim precípuo de substituir a guarda municipal de Cuiabá, porque muitos dos seus membros faziam parte da Rusga. Com a reforma do Código de Processo Criminal em 1841, separaram-se as funções policiais da justiça, passando aquelas aos Chefes de Polícias e aos Delegados.

A polícia civil em Mato Grosso é criada em 24/05/1842, por portaria do Presidente da Província, sendo escolhido, politicamente, seu Chefe de Polícia, dentre os desembargadores, juízes de direito, subdelegados e cidadãos, uma vez que era obrigatória sua aceitação. Com a República a polícia no Estado foi reestruturada por meio do Decreto nº 08, de 26 de outubro de 1891, após este período. Após a segunda República, a polícia se volta mais para proteção dos patrimônios públicos. E com o advento das duas guerras mundiais não se registra mudanças relevantes na organização.

Fonte: Google News

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!