Editora italiana Panini está na mira de grupo americano

Um grupo americano estaria prestes a apresentar uma oferta pela editora italiana Panini, conhecida no mundo inteiro por seus álbuns de figurinhas.
    Segundo o jornal Gazzetta di Modena, cidade onde fica a sede da empresa, uma delegação proveniente dos EUA entrou em contato com o comando da editora para “entendê-la a fundo”.
    O objetivo seria preparar uma oferta por 100% das ações da Panini, hoje dividida entre o ítalo-argentino Aldo Hugo Sallustro e a família Baroni. A editora seria avaliada em 1 bilhão de euros, de acordo com a Gazzetta di Modena.
    Ainda segundo o jornal, Sallustro, que é CEO da empresa, gostaria de manter o coração do sistema produtivo em Modena. A Panini foi fundada em 1954 e logo virou ícone por seus álbuns de figurinhas de jogadores de futebol.
    A empresa chegou a ser vendida para o grupo inglês Maxwell em 1988, mas, após quatro anos de dificuldades, voltaria a ser italiana, com sua compra pela editora De Agostini.
    Em 1994, no entanto, a Panini foi vendida a outro grupo estrangeiro, a americana Marvel, embora a gestão tenha continuado italiana. Em 1999, no entanto, uma holding dirigida por Sallustro comprou a empresa, que desde então permanece 100% “made in Italy”.
    Com faturamento médio de 550 milhões de euros por ano, a Panini tem hoje quase 1,2 mil funcionários, 450 deles apenas em Modena.
   


  

  • separator

Fonte: PORTAL TERRA – NOTÍCIAS

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: