fbpx

Ela não para! Anita assume cargo de executiva de banco digital


Anitta no conselho do Nubank e os cofundadores: Cristina Junqueira e David Vélez (Foto: Luiza Ferraz/Divulgação)

Chamar Anitta de Poderosa, de maneira alguma, é exagero. A artista, que a cada dia se mostra mais visionária, agora é executiva de um banco digital. Cantora e empresária, acompanha de perto o crescimento do sucesso internacional, dona da própria carreira, a carioca se tornou membro do conselho da Nubank. Ela foi convidada pelos fundadores da empresa para dar conselhos estratégicos numa equipe com outras seis pessoas.

“É uma responsabilidade enorme. Estarei ali para dar minha opinião sobre os produtos e os serviços e ajudá-los como puder. Estou muito ansiosa! Quero levar a experiência como gestora da minha marca pessoal para este conselho”, disse ela.

“Os outros membros são pessoas de enorme importância no mercado financeiro. É um momento importante na minha carreira como empresária e gestora. Estou muito feliz e realizada”, destacou Anitta.

Aos 29 anos e com uma fortuna estimada em quase US$ 100 milhões, Anitta tem uma inegável e admirável veia empreendedora. O apelo entre jovens, muitos deles de baixa renda e nada ou pouco bancarizados, são as características que atraíram o Nubank, que também fala com esse público.

“Anitta não se juntou ao Nubank para ser garota-propaganda ou fazer o lançamento de um produto específico, mas para ser conselheira para uma série de decisões estratégicas. Entendemos que ela simboliza muito bem a missão do Nubank de empoderamento das pessoas e desafiar o status quo”, diz a instituição cofundada por David Vélez, Cristina Junqueira e Edward Wible.

Sai cachê, entram ações

Em vez de cachê a cantora terá, como conselheira, direito a remuneração em ações (“restricted stock units”) do Nubank, avaliado em US$ 30 bilhões numa rodada recente de capital. Esse formato de compensação é atribuível a todos os funcionários.

Vale ressaltar que, até algumas semanas atrás, a artista era garota-propaganda do Iti, banco digital do Itaú Unibanco.

Anitta no conselho do Nubank e os cofundadores Cristina Junqueira e David Vélez (Foto: Luiza Ferraz/Divulgação)

Gastos controlados

Sempre otimista, Anitta não costuma “chorar pitangas”. Ela lembra com carinho o momento em que pôde comprar a própria casa.

“Acho que não pensei ‘venci’. Foi um sentimento de gratidão mesmo. Eu nunca pensei ‘eu venci’. Isso não existe para mim. Acho bobagem”, comentou.

Mesmo após a carreira ter prosperado – e muito! -, a cantora diz ainda que costuma refletir quando se depara com algum grande investimento ou gasto.

“Grandes gastos eu penso, sim. Não saio gastando dinheiro por aí igual doida, não. Uma coisa que não resisto é investimento na minha própria carreira: clipes, viagem de negócios e na qualidade do meu trabalho. Ah, já ia esquecendo… Férias. Eu gosto de gastar com férias”, resumiu.

Fonte: O Fuxico

Deixe uma resposta

Jornais Virtuais