fbpx

Ellen Page fala sobre Umbrella Academy: ‘Mais ambiciosa’


        

Depois de uma primeira temporada de sucesso, Umbrella Academy está prestes a ganhar sua segunda parte. Baseada nos quadrinhos de Gerard Way e Gabriel Bá, a adaptação foi um fenômeno na Netflix e ficou entre as séries mais assistidas da plataforma. Em entrevista, Ellen Page, que interpreta Vanya e é uma das protagonistas da série, revelou que a nova temporada está ainda mais grandiosa.


 


 


“Eu sou só uma parte pequena dessa equipe gigantesca que está envolvida nisso tudo, mas essa é uma temporada muito mais ambiciosa, acho que tudo deu um passo além em todos sentidos. Isso é tudo reflexo de todas essas pessoas que se esforçaram para que acontecesse”, disse Ellen.


 


Abordando assuntos de extrema importância, como racimo e hoomofobia, Emmy Raver-Lampman, que interpreta Allison, falou sobre a experiência de abordar essas questões dentro de uma narrativa fantástica.


 


“São mudanças que ainda precisam acontecer, sabe? Ainda há injustiça, violência, discriminação e racismo estrutural, independente do contexto que estamos falando. Acredito que essa seja uma oportunidade de trazer esse movimento contra o racismo estrutural para milhões de telas ao redor do mundo. Eu sou muito grata por essa oportunidade e por essa luz que está sendo colocada em cima desses problemas, que ainda são tão relevantes e que ainda acontecem. Nunca é fácil, mas acho que as mudanças por completo, nunca são fáceis. Essa é uma luta que já acontece há mais de 400 anos e eu fico feliz em poder fazer parte dessa conversa, fico feliz que a série se posicione com relação a esses tópicos. Não é fácil, mas é importante”, afirmou.


 


Com os altos índices e aceitação em massa do público, Tom Hopper, que dá vida ao personagem Luther, também opinou sobre o que levou série a ser tão amada e abraçada ao redor do mundo.


 


“Acho que é muito fácil se identificar com todos os personagens e eles são muito únicos. Todos eles têm problemas e as pessoas conseguem se conectar com isso. A questão pontual é a parte familiar, todo mundo vem de uma família e a gente percebe que todos são disfuncionais de alguma forma.. Além disso, você percebe que há momentos e dias nos quais vocês se detestam, mas são eles que você quer reunir nos momentos em que precisa se sentir bem. Umbrella  Academy é isso, eles brigam uns com os outros, mas são essas mesmas pessoas que fazem você voltar para o eixo, se sentir bem e salvar o dia. Para mim, essa questão de se identificar é o crucial, são seres humanos na pele de super-heróis, não só super-heróis”.


Fonte: O Fuxico

Deixe uma resposta

Jornais Virtuais