fbpx

Escolas rurais e as muitas dificuldades para ensinar durante a pandemia

Se a pandemia do novo coronavírus afetou drasticamente a vida de alunos até mesmo de grandes cidades, imagine dos que são matriculados em escolas rurais.

Soluções encontradas diante da necessidade de distanciamento social, como as aulas a distância, não surtem muito efeito em quem vive em áreas rurais. Ainda que poucos estudantes acessem a internet, a qualidade é bem precária.

As dificuldades para aprender atingem alunos de todos os níveis da educação. Da creche ao ensino superior. Com isso, além do ensino defasado para ingressar no ano de 2021, ocorre o aumento de desistências, levando também a problemas como o trabalho infantil no campo.

Para se ter uma ideia três a cada dez jovens brasileiros confessaram pensam em não retornar aos estudos quando tudo voltar ao “normal”. 24% desses estão em idade escolar.

Alunos sem acesso à tecnologia

A discussão gira em torno da desigualdade tecnológica vivida pela sociedade brasileira. De acordo com uma pesquisa do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), apenas 44% dos moradores de regiões rurais fazem uso de internet, cerca de 26% a menos do que quem vive nos centros urbanos.

Outro estudo, promovido pelo Cetic.br, mostra que os computadores não são maioria nas casas rurais. A internet é acessada muito mais por celulares e outros tipos de dispositivos móveis pelos alunos.

Na região Norte, por exemplo, 26% dos alunos usam o celular como meio exclusivo para navegar pela web. No Nordeste a parcela é quase igual, 25%.

Em todo o país a internet é mais acessada através dos smartphones, que implicam um investimento menor do que computadores. Tratando-se de escolas públicas, 21% dos alunos têm o celular como única forma de estudar online.

Escolas rurais sem conectividade

E não são somente os alunos que têm que enfrentar obstáculos para receberem conteúdos. As próprias escolas rurais passam dificuldades para fazer chegar os materiais até os estudantes.

Isso por que faltam recursos tecnológicos também nessas instituições, revelando o descaso governamental não só com a população em geral, mas com o serviço público em si.

O mesmo estudo da Cetic.br afirma que 40% das escolas rurais acessam a internet por meio de computadores. Outros 9% não têm computador, mas se conectam através de celulares ou demais dispositivos.

Fonte: Google News

Deixe uma resposta

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!