fbpx

‘Estará sempre na minha mente’

Reeditando a final da última Libertadores, Palmeiras e Santos se enfrentaram novamente na última quinta-feira (06), desta vez em partida válida pela décima primeira rodada do Campeonato Paulista. Após um bom jogo, o Alviverde venceu o rival por 3 a 2, com gols de Matías Viña, Willian e Lucas Esteves.

Foto: Cesar Greco

Foto: Lance!

Herói da vitória que manteve viva as chances de classificação do clube para a fase final do Paulistão, o lateral-esquerdo Lucas Esteves comemorou o seu primeiro gol pela equipe profissional do Palmeiras. Com 25 partidas feitas pelo grupo principal, o jovem ainda busca sua afirmação no elenco comandado por Abel Ferreira.

– Foi uma noite mágica, incrível e que estará sempre na minha mente. Só quem esteve comigo nos últimos tempos sabe o que significou para mim ter feito um gol importante em um clássico, um gol que nos deixou vivos na competição.

No Palmeiras desde 2014, depois de quase uma década defendendo as cores do São Paulo, o camisa 6 foi integrado ao elenco profissional junto com Gabriel Menino, Patrick de Paula, Wesley, entre outros que foram promovidos ainda no comando de Vanderlei Luxemburgo.

– Ter subido junto do Menino, do Patrick, do Wesley, entre outros, foi muito importante. Temos um entrosamento de muito tempo já. E hoje, apesar da pouca idade, já somos espelhos para os meninos mais novos, como Giovani e Gabriel Silva. Nós somos muito unidos e assim vamos continuar, um ajudando o outro, um torcendo pelo outro. E quando recebermos oportunidades, vamos dar o nosso melhor.

Alvo de inúmeras críticas por parte da torcida, o camisa 6 está se mostrando extremamente polivalente nas mãos de Abel Ferreira, mesmo sem se firmar efetivamente na equipe. Lateral-esquerdo de ofício, o jovem já atuou como ala, volante, meia, ponta-esquerda e ponta-direita, posição que estava realizando no momento gol no clássico diante do Santos.

Buscando se firmar, Esteves agradeceu os atletas mais experientes, os quais tem como ídolo. Nas palavras do defensor, eles estiveram ao lado no momento de alegria e também nos momentos de falhas.

– Os jogadores mais experientes cuidam muito bem de mim e eu os respeito muito, são ídolos para mim e para a minha geração. Eu procuro escutá-los muito, eles procuram sempre me ajudar da melhor forma. Inclusive o Luiz Adriano me mandou mensagem logo após o jogo de ontem, o Rony me deu parabéns hoje logo que me viu. São pessoas que estiveram comigo na hora do gol e quando eu falhei também. Eles me ajudam a crescer cada dia mais.

Precisando da vitória e torcendo contra o Grêmio Novorizontino, o Palmeiras volta a campo neste domingo (09), diante da Ponte Preta, no Moises Lucarelli, em Campinas.

Fonte: Terra

Deixe uma resposta

Jornais Virtuais