fbpx

Estudantes apresentam dificuldades para se focar nos estudos em tempos de distanciamento social | Guia do Estudante

Manter a concentração nos estudos não é uma tarefa fácil para muitas pessoas mesmo em situações normais, mas em períodos de crise, como a pandemia, isso pode ser ainda mais difícil. Com tantas informações chegando, notícias ruins, preocupações com o futuro, os estudantes acabam ficando mais ansiosos e isso dificulta na hora de manter o foco nos estudos. Por isso, reunimos algumas dicas de técnicas que podem auxiliar os estudantes nessa tarefa.

Segundo o professor de física, Rafael Jadoski, que trabalha há mais de 20 anos na preparação de estudantes para concursos e provas, para amenizar o sentimento de ansiedade é importante que o estudante tenha consciência que o momento que estamos vivendo é desconfortável para todos e tente manter uma rotina de estudos.

— Faça um horário semanal e estipule compromissos, horários e tarefas a serem feitas. Isso ajuda não só a manter os estudos em dia, mas também na saúde mental — explica Jadoski.

Outra dica é praticar a autocompaixão e evitar as cobranças excessivas consigo mesmo. – Minha maior sugestão para os estudantes é: não se cobre tanto nesse momento e não pare de estudar. Melhor um ritmo mais lento do que parado. Para quem já passou pela situação do “retorno” aos estudos sabe o quão difícil é, por isso, não pare.

A adaptação ao “novo normal” também vale para quem estuda para concursos. Planejamento é tão essencial quanto avisar a quem te rodeia.

— A pandemia veio mas eu não posso parar de estudar, preciso de um tempo e um canto para mim — destaca o professor de informática para concursos públicos, Fabio Sell Rosar.

2 de 2 É importante que o estudante reconheça suas conquistas diárias — Foto: Freepik

É importante que o estudante reconheça suas conquistas diárias — Foto: Freepik

É importante também que o estudante reconheça suas conquistas diárias. Segundo a professora universitária, master coach e especialista em Psicologia Positiva, doutora Lidia Cristina Almeida Picinin, essa prática deixará o estudante mais motivado.

— Celebre suas conquistas, mesmo que pequenas, sempre que cumprir suas próprias metas, para que reconheça sua produtividade e seu merecimento para as pausas entre as atividades programadas — destaca Lidia.

Porém ela alerta para o estudante que seja realista e humano ao estabelecer suas metas diárias, para não gerar mais ansiedade e frustração. O desânimo nestes momentos de crise é normal e intensifica-se pelas diversas faltas a que os estudantes estão sujeitos: falta de contato com professores, de contato com colegas de estudo, falta de distrações positivas diversas, falta até mesmo de provas, simulados e concursos que instiguem e motivem o estudante.

O professor de Administração e Técnicas de Estudos, Silmar Neckel, explica que o desafio para os estudantes é manter o foco, a concentração e a motivação para estudar. Segundo Silmar, de acordo com a teoria motivacional de McClelland, a Teoria das Necessidades Adquiridas, as pessoas ficam motivadas por três principais necessidades: afiliação (estar com outras pessoas), poder (influenciar outras pessoas) e realização (atingir metas pessoais).

— Neste momento quem tem uma influência maior de Afiliação e Realização está sofrendo ainda mais para conseguir manter uma rotina de estudo. Afiliação por não ter acesso a grupos de estudos, por exemplo. Realização por não ter um prazo visível para entregar, sem data para as provas de concursos públicos atualmente — destaca Silmar.

A professora Lidia sugere o uso do aplicativo gratuito “Forest” para estimular os estudantes a serem mais produtivos e ainda se manterem engajados em uma causa social.

— Com o aplicativo “Forest” você utiliza diversas técnicas de produtividade de forma bastante eficaz e ainda pode plantar árvores reais, contribuindo para o nosso planeta sem custo financeiro. Você “paga” com o seu próprio tempo produtivo que conseguir cumprir nesses momentos de hiperfoco. Portanto, você contribui para o meio ambiente com a sua própria produtividade. Sensacional, isso, não? — propõe Lidia.

Não há uma fórmula certa para o sucesso nos estudos. Segundo a professora Lidia, o autoconhecimento é primordial para entender também como cada um funciona, pois algumas pessoas são naturalmente mais focadas e precisam aprender a fazer mais pausas e outras se distraem com facilidade e precisam aprendam a focar, por exemplo. Porém, algumas dicas podem ser válidas na hora de o estudante tentar manter o foco e a concentração. Elencamos algumas. Confira:

● Focar em eventos passados ou futuros incertos. Viva o hoje e faça o melhor possível agora. Tente não ficar pensando nas notícias negativas nem criar muitas expectativas.

● Sempre que possível, evite situações tensas e de muita pressão. O estudante precisa tentar manter a paz para se concentrar. Para isso, vale conversar com as pessoas próximas e familiares sobre essa necessidade.

● Não analise excessivamente determinado assunto ou matéria. Tenha um cronograma e tente cumpri-lo. Caso não entenda um assunto hoje, volte a estudá-lo na próxima vez que em seu cronograma tiver aquela matéria, mas evolua nas outras disciplinas também.

● Evite fadigas desnecessárias. Tenha em mente que acordar às 4h, 5h da manhã não é para todo mundo e tudo bem se não for para você.

● Evite as distrações visuais e auditivas. Isso inclui as redes sociais e a televisão. O seu tempo de estudo deve ser exclusivo para isso.

● Elevar seu nível de autoconhecimento. Técnicas de mindfulness ou mesmo meditação são muito úteis para diminuir ansiedade e diversos outros estados emocionais negativos, no entanto, precisa de constância para que sejam observados e experienciados seus inúmeros benefícios. Há vários vídeos e áudios disponíveis na internet ensinando essas práticas.

● Memorizar e visualizar o repertório do objetivo. Onde você quer chegar no futuro? Vale fazer um mural com imagens das coisas que você pretende conquistar e deixá-lo visível no seu local de estudos. Assim, quando bater o desânimo, você pode olhar para o mural e lembrar dos seus objetivos.

● Mantenha o bom condicionamento físico. Faça exercícios e mantenha uma dieta saudável.

● Estabeleça e envolva-se com sua rotina, transformando, assim o estudo em um hábito.

● Faça pausas e reserve tempo para o descanso. Pequenas pausas para respirar lenta e profundamente melhoram de imediato nosso estado emocional. Parar alguns minutos para fazer alongamentos ou dar uma curta caminhada pela casa também é recomendável.

Fonte: Google News

Deixe uma resposta

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!