fbpx

ETF que replica desempenho do índice americano Nasdaq começa a ser negociado na B3 nesta 2ª feira

SÃO PAULO – A partir desta segunda-feira (24), um novo fundo de índice (ETF, na sigla em inglês) focado nas cem maiores empresas não financeiras listadas na bolsa americana Nasdaq passou a estar disponível para investimento na B3.

Denominado “Trend ETF Nasdaq 100 Index Investment Fund”, o novo ETF, lançado pela XP, é negociado sob o código “NASD11” e busca replicar o desempenho do índice “Nasdaq-100”, que acompanha cem companhias, de diversos setores, como varejo e assistência médica, que adotam a inovação para desenvolver vantagens competitivas.

Além de incorporar algumas das empresas de tecnologia mais conhecidas do mundo, como Apple, Microsoft, Tesla, Intel e Netflix, o Nasdaq-100 inclui empresas que se posicionam na vanguarda da inovação de outros setores, como Moderna, Zoom, Mercado Livre e Peloton.

Na sexta-feira (21), as maiores posições do ETF eram das ações de tecnologia Apple (11%), Microsoft (9,7%), Amazon (8,4%), Alphabet (4%) e Facebook (4%).

Com exposição à variação cambial, o ETF foi lançado com aplicação mínima inicial de R$ 10 e taxa de administração de 0,30% ao ano. Assim como na maioria dos fundos de índice (com exceção do ETF de fundos imobiliários, no qual a alíquota é de 20%), a alíquota de Imposto de Renda é de 15% sobre o ganho obtido nas negociações, independentemente do período aplicado.

“O índice Nasdaq-100 representa os setores mais inovadores, as empresas que desempenham papéis importantes em nossa sociedade e economia”, escreveu Sean Wasserman, vice-presidente e head de Index & Advisory Services da Nasdaq, em nota à imprensa.

“Estamos empenhados em trazer oportunidades de investimento por meio dessas parcerias em índices e da capacitação de investidores no mundo todo, para que eles façam parte deste crescimento transformador, criado por empresas que estão na vanguarda da inovação”, completou, em nota.

Com os investidores buscando diversificar o portfólio diante dos juros baixos, o mercado de ETFs tem crescido no Brasil, com novas estratégias como fundos imobiliários e criptomoedas. Atualmente, há 26 ETFs de renda variável disponíveis para investimento na B3 e sete de renda fixa.

No fim de abril, o Itaú Unibanco também lançou um ETF que acompanha as “big techs”, chamado “It Now Teck” (TECK11), que busca replicar o desempenho do índice “NYSE FANG+”, composto por ações de dez grandes empresas de tecnologia, como Facebook, Amazon, Netflix, Google, Alibaba, Tesla e Twitter.

O ETF também tem exposição à variação cambial e tem taxa de administração de 0,25% ao ano.

Aprenda a identificar os produtos financeiros para blindar seu patrimônio contra o “Risco Brasil”. Inscreva-se no curso gratuito.

Fonte: Infomoney

Deixe uma resposta

Jornais Virtuais