fbpx

F1 – Contrato de Ricciardo com a Renault “vem a público” | Autoracing | F1 | Indy | MotoGP

segunda-feira, 16 de setembro de 2019 às 1:18

Daniel Ricciardo

Muita gente se pergunta até hoje porque Daniel Ricciardo resolveu sair da Red Bull, que sempre tem um carro para disputar na frente do grid, e ir para a Renault, uma equipe que mal luta para liderar o segundo pelotão da Formula 1.

Documentos judiciais relacionados ao caso envolvendo Daniel Ricciardo e seu ex-empresário lançaram luz sobre o contrato do australiano com a Renault e dá uma boa ideia do porquê Ricciardo está sempre sorrindo.

Os documentos referem-se ao caso que está sendo julgado no Tribunal Superior de Londres, no qual o ex-empresário do australiano Glenn Beavis está reivindicando 10 milhões de libras em ganhos não pagos, relacionados a “vários montantes devidos de acordo com a comissão acordada entre as partes”.

O caso centra-se na reivindicação de Beavis por comissão sobre o contrato de Ricciardo com a Renault, que ele alega que deveria receber, enquanto Ricciardo contesta isso alegando que seu contrato não o autorizava a comissionar e, mesmo que fosse, ele não seria devido, já que foi o australiano – ou melhor, seu pai – quem teve a ideia de trocar a Red Bull pela Renault.

De acordo com os documentos apresentados pelos advogados de Beavis, Lewis Silkin LLP, “em novembro de 2017, o Reclamante introduziu um contrato (que foi posteriormente firmado pela Whitedunes / DR) referente a cerca de oito horas de trabalho da mídia a ser realizado pela DR na Circuito Baku de Formula 1 no Azerbaijão”, sendo Whitedunes a Whitedunes International Holdings Limited, a primeira ré no caso, registrada nas Ilhas Virgens Britânicas e de propriedade integral de Daniel Ricciardo (DR).

“O valor deste acordo foi de € 100.000″ de documentação ública” e, em vez da data de vencimento da Comissão, o Requerente aceitou da Whitedunes e / ou da DR um raro relógio de pulso Rolex Sea Dweller com um preço de tabela de cerca de € 15.000, mas com valor de mercado de aproximadamente o dobro dessa quantia.”

Os documentos de defesa confirmam que “é admitido que Ricciardo comprou um relógio de pulso Rolex para Beavis. Este foi um presente de Ricciardo para Beavis”.

De acordo com os detalhes da reivindicação: “Em meados de 2017, antes que do contrato entre a RBR e a Whitedunes e a DR chegassem ao fim, o Sr. Beavis abordou a Renault a respeito de uma possível troca de DR (daniel Ricciardo) da RBR para a Renault (após o término do contrato com a RBR) e introduziu a possibilidade de tal mudança para Whitedunes e/ou DR.

“O Sr. Beavis tinha um forte relacionamento anterior com o Sr. Cyril Abiteboul, Diretor Administrativo da Renault, que ele conseguiu e aproveitou essa vantagem para dar a DR a busca dessa oportunidade. As discussões e negociações entre o Sr. Beavis e a Renault continuaram durante 2017 e 2018, culminando no acordo entre a Whitedunes e a Renault em 2 de agosto de 2018. Os valores dos termos se referiam a um valor substancialmente superior ao valor do contrato existente com a RBR.”

“Admite-se que Beavis, em nome da Sivana Dubai”, empresa de propriedade integral de Beavis registrada nos Emirados Árabes Unidos em 2013″, auxiliou na negociação do contrato de Ricciardo com a Renault”, confirmando os documentos de defesa. “É negado que Beavis tenha apresentado esse contrato a Ricciardo. Beavis também não teve a idéia de Ricciardo se mudar para a Renault: foi o pai de Ricciardo quem primeiro levantou a idéia”.

Afirma-se posteriormente que “a Sivana Dubai faturou e foi paga por todos esses serviços, de acordo com o Contrato de 2015”.

Referindo-se ao contrato da Renault, os dados da reivindicação afirmam que: “O valor do contrato da Renault inclui pelo menos”:

(i) um valor fixo de USD 55 milhões;

(ii) o pagamento do custo da documentação e / ou licença da DR exigida pela FIA para permitir que a DR competisse no Campeonato de Formula 1, no valor de aproximadamente USD 500 mil.

(iii) a provisão de um carro de rua Renault para uso pessoal por DR durante todo o contrato, com os custos de seguro, impostos e manutenção a cargo da Renault, estimados em USD 30.000; e

(iv) pagamento do custo de um fisioterapeuta e despesas médicas de DR até um montante de £ 100.000 para a temporada 2019 do Campeonato de Formula 1;

(v) o direito incomum e valioso da Whitedunes de vender publicidade em: partes substanciais do kit de equipe Renault usado por DR, incluindo capacete, boné e macacão de corrida e kit da equipe Renault usados ​​por outros Equipe Renault, estimada em cerca de USD 15 milhões;

(vi) um bônus no final de temporada de até USD 10 milhões, condicionado ao desempenho geral de DR no campeonato de F1 após a conclusão de cada temporada do campeonato de F1 durante o período (uma “soma contingente futura”);

(vii) um bônus único de USD 1 milhão para o primeiro Grand Prix no campeonato de F1 vencido por DR durante o período (outra soma contingente futura); e

(viii) a provisão do carro vencedor (excluindo motor e caixa de câmbio) no final da temporada em que essa vitória ocorrer no valor de € 2 milhões (outra soma contingente futura).

De acordo com os documentos da defesa:

“(1) O n.º 28, (alínea i), é admitido. O montante aí referido é o total dos valores fixos para 2019 e 2020.

(2) Quanto ao parágrafo 28 (ii), admite-se que o contrato cobre o custo da super licença da FIA de Ricciardo. É negado que esses custos tenham os valores alegados.

(3) Quanto ao parágrafo 28 (iii), admite-se que o contrato incluísse o fornecimento de um carro. É negado que o carro e os custos associados valiam o valor alegado.

(4) O parágrafo 28 (iv) é admitido.

(5) Quanto ao parágrafo 28 (v), nega-se que o direito mencionado seja incomum e nega-se ainda que esse direito valha o valor alegado.

(6) O parágrafo 28 (vi) é admitido.

(7) O parágrafo 28 (vii) é admitido.

(8) Quanto ao ponto 28 (viii), admite-se que, para marcar a primeira vitória de Ricciardo (conforme definido), ele ficaria com o carro vencedor (excluindo o motor e a caixa de velocidades). A Sivana Dubai deve submeter a uma prova estrita do valor alegado.”

Os Particulares da Reivindicação declararam que “Antes do Contrato Revisado terminar em 31 de março de 2019, o Sr. Beavis havia apresentado à DR e estava negociando ativamente mais três oportunidades comerciais DR (” Adicional Comercial de Oportunidades”).

Além de Ricciardo se tornar embaixador global da marca para motos zero elétricas e embaixador da marca para produtos Huawei, a terceira “oportunidade comercial, que se relaciona ao documentário da Netflix, Drive to Survive, envolveu” DR aparecendo em um filme sobre a Formula 1, que apresentaria DR ao lado de outros pilotos de Fórmula 1. O filme era para ser produzido pela Box2Box Productions e filmado no fim de semana do GP da Inglaterra de 2019. O Sr. Beavis negociou, em nome de DR, uma taxa de comparência de USD 150.000 e 5% dos lucros dos produtores do filme “.

“É negado que a Sivana Dubai tenha qualquer direito de comissão em relação a esses assuntos”, afirmam os documentos de defesa. “A Seção D desta Defesa acima é repetida. Além disso, e em qualquer caso, nenhum dos assuntos referidos foi concluído, de modo que nenhuma comissão seria devida mesmo nos termos do suposto Contrato Revisto. A Sivana Dubai foi informada do mesmo por carta de 30 de maio de 2019.”

Em suma, o valor fixo + publicidade do contrato de Daniel Ricciardo com a Renault é de USD 70 milhões pelos 2 anos, fora bônus por performance por temporada de “até USD 10 milhões”, outro bônus de USD 1 milhão pela primeira vitória (caso venha) e outros mimos.

Na Red Bull diz-se que Ricciardo ganhava menos de USD 4 milhões por ano.

Está finalmente explicado porque Ricciardo trocou a Red Bull pela Renault.

AS – www.autoracing.com.br

Tags
comentarios f1, contrato ricciardo renault, daniel ricciardo, f1 2019, f1 melhor site, f1 ricciardo US$ milhoes, renault f1

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.

!function(f,b,e,v,n,t,s){if(f.fbq)return;n=f.fbq=function(){n.callMethod?
n.callMethod.apply(n,arguments):n.queue.push(arguments)};if(!f._fbq)f._fbq=n;
n.push=n;n.loaded=!0;n.version=’2.0′;n.queue=[];t=b.createElement(e);t.async=!0;
t.src=v;s=b.getElementsByTagName(e)[0];s.parentNode.insertBefore(t,s)}(window,
document,’script’,’https://connect.facebook.net/en_US/fbevents.js’);
fbq(‘init’, ‘1394990003897405’); // Insert your pixel ID here.
fbq(‘track’, ‘PageView’);
(function(d, s, id) {
var js, fjs = d.getElementsByTagName(s)[0];
if (d.getElementById(id)) return;
js = d.createElement(s); js.id = id;
js.src = “http://connect.facebook.net/pt_BR/all.js#xfbml=1”;
fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs);
}(document, ‘script’, ‘facebook-jssdk’));

Fonte: R7

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!