fbpx

F1 – Pirelli Hungria: O que aprendemos do TL1 e TL2 | Autoracing | F1 | Indy | MotoGP

sexta-feira, 2 de agosto de 2019 às 17:01

Pneus da Fórmula 1

Embora o Grande Prêmio da Hungria seja normalmente associado com clima quente, as condições de hoje foram misturadas, com chuva fraca intermitente em ambas as sessões limitando o tempo que os pilotos foram para a pista, bem como um breve período de bandeira vermelha no TL2.

Todos os pneus indicados para a Hungria foram usados em vários pontos durante o dia, com excepção dos pneus Cinturato azul para pista completamente molhada.

O melhor tempo do TL1 foi mais rápido do que o equivalente do ano passado, mas a marca do TL2 de 2018 não foi batida devido ao clima. Os três melhores tempos do TL2 foram definidos no início de sessão da tarde com os três tipos de pneus slicks: macio, médio e duro, nesta ordem.

O tempo mais rápido do dia foi definido por Lewis Hamilton, da Mercedes, durante o TL1 usando o composto macio.

A temperatura da pista ficou abaixo dos 30 graus centígrados até o final do TL2, com temperatura ambiente na casa de 24 graus.

Em um circuito curto como o Hungaroring, a diferença entre os compostos nunca é especialmente grande. Há uma diferença aproximada de cerca de sete décimos de segundo entre o macio e o médio, com intervalo de cerca de meio segundo entre médio e duro. No entanto, o uso limitado durante o dia tornou mais difícil obter uma leitura precisa.

MARIO ISOLA – GERENTE MUNDIAL DE MOTORSPORT DA PIRELLI

“Hoje foi difícil tirar muitas conclusões sobre o como o fim de semana poderá ser, especialmente com as condições sendo tão misturadas. Exceto no início da sessão, no TL2 as condições estavam um pouco molhadas demais para uso dos pneus de pista seca, mas um pouco seco demais para intermediários: uma das razões por que houve limitação de uso da pista. Os pilotos terão um jogo extra de pneus Cinturato verdes intermediários para amanhã, depois do uso na pista molhada hoje, e eles foram capazes de aprender algo sobre os intermediários no fim do TL2. No entanto, vimos algumas simulações de classificação e corrida pela manhã com os pneus slicks. Esta aquisição de dados deverá contribuir para uma imagem mais precisa amanhã durante a classificação. As equipes foram capazes de reunir algumas ideias sobre os pontos de cruzamento do uso dos pneus de pista seca para os intermediários e vice-versa. Todos os três tipos de pneus slicks foram usados em vários pontos hoje, e as indicações até agora sugerem que todos os três serão úteis na corrida, dependendo do clima, que ainda é um ponto de interrogação para o resto do fim de semana”.

EB – www.autoracing.com.br

Tags
f1, f1 gp hungria, f1 gp hungria 2019, f1 pirelli, formula 1, hungria, mario isola, noticias formula 1 pirelli

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.

!function(f,b,e,v,n,t,s){if(f.fbq)return;n=f.fbq=function(){n.callMethod?
n.callMethod.apply(n,arguments):n.queue.push(arguments)};if(!f._fbq)f._fbq=n;
n.push=n;n.loaded=!0;n.version=’2.0′;n.queue=[];t=b.createElement(e);t.async=!0;
t.src=v;s=b.getElementsByTagName(e)[0];s.parentNode.insertBefore(t,s)}(window,
document,’script’,’https://connect.facebook.net/en_US/fbevents.js’);
fbq(‘init’, ‘1394990003897405’); // Insert your pixel ID here.
fbq(‘track’, ‘PageView’);
(function(d, s, id) {
var js, fjs = d.getElementsByTagName(s)[0];
if (d.getElementById(id)) return;
js = d.createElement(s); js.id = id;
js.src = “http://connect.facebook.net/pt_BR/all.js#xfbml=1”;
fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs);
}(document, ‘script’, ‘facebook-jssdk’));

Fonte: R7

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!