fbpx

F1 – Terceira temporada de Drive to Survive pronta para estrear

O aclamado documentário da Netflix sobre Fórmula 1 Drive to Survive (Dirigir para Viver) vai estrear sua terceira temporada em 19 de março.

A nova temporada contará com 10 episódios, o mesmo número que a Netflix trouxe para nós tanto na primeira quanto na segunda temporada.

Drive to Survive leva os espectadores aos bastidores da Fórmula 1, oferecendo um olhar muito mais profundo sobre a categoria longe da cobertura padrão da mídia.

E considerando que essa terceira temporada nos mostrará a Fórmula 1 no mundo impactado pelo COVID-19, pode muito bem ser a temporada mais única para se assistir até agora.

“Esta temporada foi produzida pelo vencedor do Oscar James Gay Rees e Paul Martin – que já produziram documentários sobre Senna e Diego Maradona para a Box to Box Films”, disse um comunicado da Fórmula 1.

“Na temporada mais dramática até o momento, os fãs serão mais uma vez levados nos bastidores, para testemunhar em primeira mão como os pilotos e equipes lutaram pela vitória em um ano como nenhum outro.”

“A partir de 19 de março, os fãs terão um acesso sem precedentes aos bastidores da temporada 2020, que viu o esporte parar drasticamente na Austrália devido à pandemia do COVID-19 e fazer uma reinicialização emocionante na Áustria depois da metade daquele ano.”

“Batalhas intensas, rivalidades ferozes, pódios inesperados e o incrível sétimo título mundial de Lewis Hamilton garantirão que a temporada seja uma das mais embaladas em ação até agora.”

Embora Drive to Survive tenha provado ser um sucesso com os fãs, às vezes não tem sido muito popular entre os pilotos, todos os pilotos.

Veja Max Verstappen, por exemplo, que sentiu que a primeira série não representava seu verdadeiro personagem para o público.

“O problema é que eles sempre vão posicioná-lo de uma maneira que eles querem, então o que você disser, eles tentarão fazer você parecer imprudente ou tentar fazer você se encaixar no que se encaixa na história da série”, disse Verstappen anteriormente em uma entrevista à ABtalks.

“Então eu nunca gostei muito disso. Prefiro ter uma entrevista um-a-um para a pessoa que gostaria de me conhecer.”

“Porque a temporada é toda sobre emoção e precisa ser emocionante. Então eles posicionam você e o que se encaixa no episódio.”

“Então, para mim, isso nunca funciona. Você é entrevistado e eles usam as palavras também em circunstâncias diferentes. Então nunca se encaixa.”

“Mas é uma série de TV. Então eu não acho que era o verdadeiro eu.”

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.

!function(f,b,e,v,n,t,s){if(f.fbq)return;n=f.fbq=function(){n.callMethod?
n.callMethod.apply(n,arguments):n.queue.push(arguments)};if(!f._fbq)f._fbq=n;
n.push=n;n.loaded=!0;n.version=’2.0′;n.queue=[];t=b.createElement(e);t.async=!0;
t.src=v;s=b.getElementsByTagName(e)[0];s.parentNode.insertBefore(t,s)}(window,
document,’script’,’https://connect.facebook.net/en_US/fbevents.js’);
fbq(‘init’, ‘1394990003897405’); // Insert your pixel ID here.
fbq(‘track’, ‘PageView’);

Fonte: R7

Deixe uma resposta

Jornais Virtuais