fbpx

Fabricante de armas oferece US$ 33 mi por vítimas de Sandy Hook

A fabricante de armas Remington fez uma proposta de US$ 33 milhões de indenização para parte das vítimas do massacre na escola Sandy Hook, em Newtown, Connecticut, para encerrar o processo legal, informa a Justiça na noite desta quarta-feira (28).
    O valor seria pago para os familiares de nove das 26 vítimas, o que daria cerca de US$ 3,66 milhões para cada. O pagamento envolve apenas as nove famílias porque apenas esse grupo entrou com o processo formal.
    O montante está bem abaixo dos cálculos da Procuradoria, que previa uma indenização de US$ 225 milhões a US$ 1 bilhão.
    Um dos advogados que representa as famílias, Josh Koskoff, afirmou em comunicado que todos “vão avaliar os próximos passos” e decidirão o que fazer.
    A empresa foi processada porque o assassino, Adam Lanza, usou armas da Remington para cometer os assassinatos e depois se matar. Além das 20 crianças e dos seis professores, Lanza matou a própria mãe antes de cometer o massacre em 14 de dezembro de 2012.
    A Remington era a maior e mais antiga fabricante de armas dos Estados Unidos até entrar com um pedido de falência em 2018. O processo ainda está em análise e a empresa deve ser responsabilizada a ressarcir as famílias das vítimas.
    Em nota, Koskoff lembrou que os parentes abriram o processo para “evitar que uma nova Sandy Hook aconteça”. “Uma parte importante desse objetivo tem sido mostrar aos bancos e às seguradoras que as empresas que vendem armas desse tipo estão repletas de riscos financeiros”, afirmou o advogado. .
   

Fonte: Terra

Deixe uma resposta

Jornais Virtuais