fbpx

Festas de aniversário para cachorro crescem e existe até buffet especializado

Mesa e painel decorados com personagem, bichinhos de pelúcia, bolo com cobertura, brigadeiro, beijinho, bicho de pé, coxinha, hambúrguer e ‘lembrancinhas’. Você pode até ter ficado com água na boca pensando em uma festa infantil, mas essa descrição é de um aniversário de cachorro, que ainda pode ter fotógrafo profissional e custar R$ 2,5 mil.

A dona do Buffet Badalacão Gabriela Martinez explica que todo o cardápio tradicional é reproduzido com a orientação de um zootecnista especializado em alimentação natural para cães. São usados apenas ingredientes que podem ser consumidos pelos cães, sem corantes e conservantes e sendo fiel aos sabores doces e salgados. O brigadeiro, por exemplo, é produzido com purê de batata doce e alfarroba, pois o chocolate não é saudável para nossos amigos de quatro patas.

A comemoração de dois anos do “salsicha” Miguel Augusto teve muitas dessas delícias, mas o tema foi “cassino em Las Vegas” para realizar o sonho da tutora dele, a Carolina Suzuki. “Eu sempre quis ter uma festa com esse tema e eu transferi para ele, porque era mais fácil eu fazer no aniversário dele do que no meu”, conta a microempreendedora.

Carolina conta que a ideia surgiu quando começou a frequentar muitos lugares pet-friendly e viu que muitas pessoas estavam fazendo eventos parecidos. Mas o primeiro aniversário foi celebrado com uma festa improvisada em casa apenas com um bolo que o daschund podia comer.

No ano seguinte, decidiu fazer uma festa maior para também reunir os amigos que não via a algum tempo e para conhecer os cachorros deles. Os convidados humanos se espantaram com o convite. “‘Nunca pensei que eu fosse em uma festa de cachorro em um sábado’, brincavam. Mas foi uma surpresa positiva”, conta Carolina.

Gabriela Martinez, do Buffet Badalacão, conta que a maior preocupação enquanto prestadora de serviço é agradar o tutor. “O cachorro sabe que está acontecendo alguma coisa pra ele, um agrado, ele está com o dono dele, está ganhando comida, está em um ambiente brincando com os amigos. Mas é o sonho do tutor, fazer uma festa para tentar retribuir um pouco do amor que eles dão.”

O aniversariante amou a coxinha e no fim da festa estava dormindo sentado de tanto festejar e correr com os trinta convidados caninos. “Já vi muita gente falando nas redes sociais que o cachorro nem sabe o que está acontecendo, mas é uma forma de você reunir o cachorro com outros cães em um lugar em que podem brincar com segurança, eles têm espaço para correr. Também aproxima as pessoas, foi uma oportunidade para eu reencontrar meus amigos”, conclui Carolina.

O médico veterinário e adestrador comportamentalista da Tudo de Cão, Marcelo Eckmann, concorda com a tutora do Miguel Augusto. “Eu não acho que a festa de aniversário para cães é um grande problema. Hoje em dia o cão é considerado um membro da família e essa visão traz benefício para todos, principalmente para o cachorro que participa mais da rotina familiar. É importante ter esse tipo de evento, é uma oportunidade muito grande para o cachorro se divertir, conviver com diferentes pessoas e socializar com outros cães.”

Os irmãos Layla e Zeus também se divertiram muito na festa de aniversário de três anos. “Eles saem muito, vão bastante ao shopping e ao parque. Estão acostumados com o público, mas não com um evento só para eles, perceberam que era alguma coisa diferente. Adoraram poder pegar a comida na mesa”, conta a tutora Ana Paula Nelo.

Os convidados dos berneses se espantaram quando o convite chegou e tinham muitas dúvidas sobre o que levar de presente. Por fim, os cães abriram sozinhos pacotes com ração especial, petiscos e brinquedos.

Além de tutores que querem homenagear o membro canino da família, o Buffet Badalacão atende também creches para cachorros que querem comemorar os aniversariantes da semana ou do mês.

Gabriela Martinez abriu o serviço especializado em festas para os pets para ter um renda extra para ajudar a custear os cuidados de Li, uma cadela cadeirante que ela adotou. Desde que teve seu primeiro cachorro, o Toby, há 17 anos, ela sempre quis trabalhar e oferecer festas para o público de quatro patas.

“A gente consegue atender desde aquela pessoa que quer fazer uma festa gigantesca com mesa, lembrancinha, com convidados e tudo mais até a pessoa que quer fazer uma agrado para o cachorrinho em casa”, afirma a empresária.

Saiba como garantir que a festa de aniversário do seu cachorro vai ser um sucesso

As duas principais questões de uma festa para cães são: alimentação e socialização entre os convidados. Portanto, se você for comprar os quitutes, verifique se os ingredientes usados podem ser consumidos por cães.

“O grande problema das festas de aniversário para cachorros é a alimentação. É preciso tomar cuidado para o pet não exagerar no consumo de alimentos que não está acostumado e ter uma diarreia. Outro ponto é que podem ocorrer brigas na mesa do bolo, um cão pode querer avançar na comida do outro”, explica Cleber Santos, especialista em comportamento animal e fundador da Comportpet.

Para que situações como essas não estraguem a festa, ele indica montar a mesa do bolo muito mais alta que o maior cachorro que estará no local; não pode ser uma mesa tradicional, precisa ser uma bancada.

“O tutor deve estar atento e perto do seu cão durante todo o período em que ele estiver comendo. É comum vermos tutores que entregam um pedaço de bolo ou um salgadinho e saem de perto do pet é nesse momento que uma briga pode ocorrer. Se o tutor tiver dúvida sobre como o cão vai reagir é indicado deixá-lo de coleira durante a alimentação para evitar brigas”, afirma Cleber.

Também é importante garantir o bom convívio entre todos os convidados humanos e cachorros. Para isso Marcelo Eckmann, médico veterinário e adestrador comportamentalista da Tudo de Cão, acredita que é fundamental que as pessoas e cães respeitem o espaço e a comunicação entre eles. “Não fique pegando os cães no colo, por exemplo, se eles demonstrarem algum sinal de desconforto. Também é importante que o tutor fique atento para que o seu cachorro não insista em brincar com outro animal que não quer.”

O veterinário aponta que ambientes pequenos com muitos cães e sons altos também atrapalham a festa dos convidados de quatro patas. O aniversariante também não deve ser exposto ao incômodo de usar uma roupinha ou o chapeuzinho de aniversário, principalmente, se ele não foi treinado para usar acessórios.

  • Evite situações que podem gerar estresse no cachorro aniversariante e nos que foram convidados;
  • Evite música alta;
  • Não estoure balões;
  • Alguns cães podem ficar assustados com as palmas;
  • Apenas coloque chapeuzinho no cachorro, se ele tiver sido treinado antes da festa para usá-lo;
  • Não coloque o bolo à disposição para vários cachorros comerem ao mesmo tempo, isso pode causar uma briga;
  • É importante proporcionar um ambiente que comporte todos os cães com folga.

  • separator

Fonte: PORTAL TERRA – VIDA E ESTILO

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!