fbpx

FGTS será “moeda” de troca com a estabilidade?

A Reforma Administrativa está na boca do povo. Principalmente, na boca dos concurseiros, que veem nela um “vilão” contra o instituto do concurso público. Agora, o governo pretende propor o FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) como uma “moeda” de troca pelo fim da estabilidade.

A proposta quer uma “proteção temporária” para os novos servidores que ingressarem no serviço público, caso o fim da estabilidade seja realmente aprovado pelo Congresso Nacional. O modelo terá regras específicas para esses trabalhadores.

FGTS para servidor público: entenda!

Conforme disse Gleisson Rubin, secretário-adjunto da Secretaria Especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital, em entrevista ao jornal o Estado de São Paulo,“é razoável que se pense em um mecanismo de proteção temporária que cumpra papel equivalente ao do FGTS, mas talvez seja uma figura específica para o serviço público”.

Rubin falou que já existem estudos sendo realizados e que a intenção é promover regras através de uma legislação específica, mas que seja muito próxima do que é hoje aplicada ao serviço privado.

  • “A ideia é, sim, que essa relação tenha uma proximidade com contratações da iniciativa privada, mas sejam regradas por legislação específica”.

O secretário-adjunto ainda rechaçou a ideia de demissão por retaliação, afirmando que a lei deverá trazer os casos específicos em que a demissão poderá ser efetivada e que o texto enviado ao Congresso proíbe decisões com motivação político-partidária.

Clique na imagem e confira todos os cursos do Direção!

“Uma vitória”

Na mesma entrevista, o secretário especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital, Caio Andrade, comemorou o envio da PEC da Reforma Administrativa ao Congresso Nacional.

Em suas palavras, Andrade comemorou o feito e caracterizou o fato como “uma vitória”, pois a última vez que o governo se manifestou para desburocratizar o serviço público foi em 1998.

  • Vamos insistir que a PEC (Proposta de Emenda à Constituição) não é só uma PEC para cortar e melhorar a performance dos salários, do custo da folha de pagamentos. Ela também faz isso. Mas é um instrumento de gestão. Tem uma série de coisas que impactam como podemos melhorar a gestão do país. A PEC atinge Estados e municípios”, disse o secretário.

Estabilidade sim, mudança também

Um dos trechos da entrevista que chamou a atenção foi o fato de Caio Andrade ainda ter falado sobre as mudanças que servidores que já ocupam seus cargos públicos podem sofrer.

Segundo o secretário, “o governo ainda admite fazer mais mudanças”. Essas, disse, afetariam aqueles servidores que já estão na ativa e que estariam de fora da Reforma Administrativa. Dentre tais mudanças, aumentar o número de degraus na carreira.

Assim, chegar ao teto salarial levaria mais tempo, atrasando, desse modo, aumentos salariais. “Cada carreira tem sua lei e nós vamos ter de fazer a revisão dessas carreiras atacando lei por lei. Vamos fazer isso no momento adequado e ver onde é possível fazer os ajustes”, disse Gleisson Rubin.

Assinatura ilimitada

Com a Assinatura Ilimitada, você terá acesso a vários pacotes completos de cursos para concursos públicos de diversos órgãos e esferas.

Não só isso, mas você utilizará da nossa ferramenta inédita e exclusiva: o PDF 2.0. Todos os problemas que um concurseiro pode imaginar, o PDF 2.0 resolve. Ainda há a opção de pagamento recorrente!

Então, clique abaixo e confira:

Concursos previstos

Apesar de as notícias da Reforma Administrativa terem impactado negativamente muitos alunos, a verdade é que os concursos não param e dois deles que estão previstos não irão sofrer com as novas medidas.

São eles: concurso PF (Polícia Federal) e concurso PRF (Polícia Rodoviária Federal). O primeiro está autorizado e aguarda edital com 2.000 vagas. O segundo segue o mesmo caminho, mas ainda aguarda autorização.

As principais notícias, avisos de eventos e dicas de estudo estão no Instagram do Direção Concursos: clique e confira!

notícias de concursos públicos, estabilidade e FGTS

concurso estadual concurso federal Concurso Municipal concursos estaduais concursos federais concursos municipais estabilidade fgts jair bolsonaro paulo guedes

Fonte: Google News

Deixe uma resposta

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!