Ficou perdido? O que fazer quando sai da trilha e não consegue voltar para o caminho

No dia de ontem o presidente da Bolívia Evo Morales se perdeu na selva e somente foi encontrado uma hora depois. A notícia foi dada pela Agence France-Presse (AFP).

O governante, que tem experiência nesta tarefa desde sua época de agricultor, já fez um trabalho similar nesta semana, em meio a fortes críticas de opositores, que apontam para uma estratégia eleitoreira.

Evo Morales estava visitando o local e ajudava as brigadas que combatiam um incêndio florestal. Morales ficou perdido no bosque do povoado Caballo Muerto, no município de San Ignacio de Velasco, no leste da Bolívia.

Perder-se nas montanhas, ou mesmo na floresta, é perigoso. É crucial carregar todo o equipamento necessário para evitar a perda, mas também para saber como agir.

O que deveria ter feito Evo Morales

Desorientar, às vezes, é normal nas montanhas. Portanto, devemos manter nossos sentidos alertas e sempre observar para onde estamos caminhando. Caso contrário, essa desorientação fugaz pode realmente fazer-nos se perder no meio do nada, algo que não só não é desejado, mas também perigoso.

Não há nada desagradavelmente comparável quanto perceber que está realmente perdido, que o sol irá sumir em breve e que só se conta na mochila um pouco de água e talvez uma jaqueta para a noite. Então, você pensa, por que não trouxe meu celular com bateria extra, GPS, lanterna, mapa. Enfim, se acontecer, o que devemos fazer? Abaixo são algumas dicas básicas.

  • Mantenha a calma.
    • Este é o ponto mais importante: mantenha a calma! Procure respirar, tomar alguns segundos para relaxar para controlar seus medos e pensamentos negativos. Somente a mente clara e o pensamento cuidadoso e meticuloso permitirão avaliar melhor a situação e tomar boas decisões. Sente-se, beba um pouco de água e respire fundo.
  • Revise seus últimos movimentos.
    • Pergunte-se:
      • Há quanto tempo você se perdeu?
      • Quanto resta para escurecer?
      • Que detalhes observou ao longo do caminho e o que pôde reconhecer?
      • Consegue localizar a lua e ver seu tamanho para saber se ela lhe dará luz?
      • Está se aproximando uma tempestade?
      • Quais as temperaturas mais baixas na região?
      • Existe uma possibilidade real de obter hipotermia e exposição?
    • Tente responder a essas perguntas com calma, controlando a angústia. Somente então você poderá tomar as melhores decisões.
  • Não ande para mais longe, tente voltar.
    • Na melhor das hipóteses, se você sabe de onde veio, não vá em frente. Pare e procure a rota que estava fazendo, mas ao contrário. Talvez, dessa maneira, você possa chegar ao ponto em que deixou a trilha. No entanto, tome cuidado para não se enganar ao reconhecer os pontos de referência, ou seja, em estado de pânico. É fácil convencer-se de que reconhecemos um arbusto ou uma formação rochosa distinta: não aja em desespero.

  • Procure por sinais.
    • Existe alguma luz de uma cidade ou de carros, em algum ponto do qual você possa reconhecer um caminho? Enquanto procura esse tipo de sinal, não se mova sem deixar rastros no caminho. Caso contrário você pode se perder ainda mais. Se for de noite, é melhor tentar encontrar sinais sem sair muito de onde está, para evitar se aproximar de falésias, vegetação intransitável, árvores que podem ser derrubadas, etc.
  • Deixe sinais de sua presença.
    • Ao tentar encontrar o caminho, os sinais e assim por diante, deixe suas próprias pistas para que você mesmo saiba de onde veio e para que outros o encontrem. Pode-se usar objetos como pedras ou galhos e colocá-los de forma que fique claro que esteve lá recentemente, por exemplo, setas indicativas na terra.

  • Está completamente perdido? Prepare-se para passar a noite.
    • Antes que sua energia acabe, desespero controle seus pensamentos e o medo não permitir que aja com clareza: prepare-se para passar a noite. Encontre um local protegido, por exemplo, uma pequena caverna, uma árvore baixa, com galhos grossos.
    • Se você não encontrar uma opção natural, crie a sua. Coloque alguns galhos que marcam o contorno da área da sua cama e incline-os contra algo resistente, como uma árvore sólida ou uma rocha. Em seguida, colete mais galhos para criar um telhado isolante. A área da cama é preenchida com folhas secas e pequenos galhos para isolá-la do chão.
    • Você também pode dormir em cima de sua mochila (se tiver uma) ou colocar os pés nela para ganhar mais calor. Se estiver com frio, não pare de se mexer! Faça movimentos leves, por exemplo, flexões e pequenos saltos para aumentar a temperatura do seu corpo.
    • Durante o dia, crie mais sinais para que as equipes de resgate possam encontrá-lo. Quanto mais você se move, mais difícil será para encontrarem você. Mantenha-se no seu abrigo e somente durante o dia, com luz, procure riachos, sinais de algum caminho e não esqueça de manter a calma.
  • Intensificar os sinais
    • Se conseguir fazer uma fogueira, tente criar muita fumaça com folhas secas. Procure encontrar uma planície com clareira ou platô e crie uma grande cruz com galhos. Faça as equipes de resgate te encontrarem fazendo barulho, assobiando ou gritando. Três silvos longos em um apito são o sinal universal de ajuda.
    • Perder-se pode ser uma experiência comovente, mas ficar calmo e agir racionalmente o manterá vivo.

Freeman é o mais importante site sobre escalada e esportes de montanha do México e organiza o mais assistido festival de filmes outdoor da América Latina

(function(d, s, id) {
var js, fjs = d.getElementsByTagName(s)[0];
if (d.getElementById(id)) return;
js = d.createElement(s); js.id = id;
js.src = “http://connect.facebook.net/en_US/all.js#xfbml=1”;
fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs);
}(document, ‘script’, ‘facebook-jssdk’));
window.fbAsyncInit = function() {
FB.init( {
appId : 1443946719181573,
autoLogAppEvents : true,
xfbml : true,
version : ‘v3.2’
});
};

( function( d, s, id ){
var js, fjs = d.getElementsByTagName( s )[0];
if ( d.getElementById( id ) ) {return;}
js = d.createElement( s ); js.id = id;
js.src = “https://connect.facebook.net/pt_BR/sdk.js”;
fjs.parentNode.insertBefore( js, fjs );
}( document, ‘script’, ‘facebook-jssdk’ ) );

Fonte: R7

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: