Fique por dentro – Gabarito Extraoficial – Geografia – Colégio Naval

Olá pessoal,

Segue o gabarito extraoficial e breves
comentários sobre as questões de Geografia da prova. Os comentários são breves
mesmo, e focados na alternativa que considero como o gabarito de cada questão.

Posteriormente vamos fazer um
comentário completo da prova e disponibilizar no curso de Geografia do Colégio
Naval.

Grande Abraço,

Professor Leandro Signori

21. Observe
a figura abaixo.

A
urbanização brasileira desenvolveu-se de maneira acelerada e provocou grande
concentração da população, sobretudo nas áreas metropolitanas. Tal crescimento
não foi acompanhado por investimentos sociais, causando graves problemas
socioespaciais, principalmente o da habitação, ilustrado pela charge.

De acordo
com as condições de moradia nas cidades brasileiras, assinale a opção correta.

(A) As
pessoas de baixo poder aquisitivo têm como alternativa de moradia ocupar os
terrenos periféricos nas metrópoles, assim o direito à cidade depende da
democratização.do uso e da ocupação do solo.

(B) A
configuração das grandes cidades brasileiras deixou de ser excludente,
principalmente pelo aumento dos investimentos do Estado em moradia de baixa
renda, exemplificados nos condomínios populares construídos em áreas mais
valorizadas.

(C) A
locomoção diária em direção ao local de trabalho associada ao problema de
moradia levou os governos estaduais a desenvolverem uma política eficiente de
transportes coletivos integrados de trens, metrôs e ônibus, das zonas centrais
às periferias.

(D) A
ausência de movimentos sociais voltados à luta pela moradia nos espaços
públicos das regiões metropolitanas brasileiras contribui para o aprofundamento
das contradições entre o capital e o trabalho pelo direito à cidade.

(E) Os
processos de intensa segregação socioespacial nas metrópoles brasileiras são
minimizados pelo mercado imobiliário, que destina cada vez mais recursos para
empreendimentos nas periferias, formando bairros dotados de luxo.

Gabarito: A

Comentário: Nos
grandes centros urbanos brasileiros, as pessoas de baixo poder aquisitivo são
impelidas a ocuparem as áreas periféricas, mais baratas e distantes, que
apresentam piores condições de infraestrutura em relação às áreas centrais e as
áreas abastadas das metrópoles. Com isso, não têm as mesmas condições de
aproveitar a cidade da mesma maneira que as pessoas de maior poder aquisitivo,
possuindo, assim, menos “direito à cidade”, termo esse que se tornou muito
utilizado nas décadas recentes e que representa o acesso das pessoas aos
recursos urbanos. Nesse contexto, uma das medidas apontadas para dar mais
condições de acesso à cidade para as pessoas é democratizar o uso e ocupação do
solo.

22. Observe
a figura abaixo.

Nos últimos
anos, a mídia brasileira tem veiculado propagandas que ressaltam a importância
do setor agrário, principalmente o agroindustrial, na formação do Produto
Interno Bruto (PIB). No entanto, o setor tem gerado críticas quanto a seus
impactos no espaço brasileiro.

Em relação
ao agronegócio brasileiro, assinale a opção correta.

(A) A
ampliação dos créditos bancários tem beneficiado os grandes proprietários,
responsáveis pelo sistema de policultura que articula os gêneros agrícolas para
a exportação com aqueles voltados para o mercado interno.

(B) O
agronegócio não está restrito ao campo, ele espacializa-se nas áreas urbanas
por meio da dependência das atividades produtivas advindas da industrialização
e dos setores de serviços, promovendo a subordinação do campo à cidade.

(C) O grande
legado que vem sendo produzido pelo setor é o banimento do consumo de
agrotóxicos na produção rural e o selo de segurança alimentar ao combater o
desenvolvimento de transgênicos no país, por isso o slogan “o agro é tech,
é pop, é tudo”.

(D) A
modernização das atividades agrícolas modificou demasiadamente as relações de
trabalho no campo. A mecanização das lavouras de exportação se desenvolveu
associada à qualificação técnica dos trabalhadores, possibilitando a redução
dos boias-frias.

(E) Enquanto
o agronegócio sofre críticas contundentes em relação ao descompasso entre o
econômico e o social, no campo ambiental o setor é referência ao promover a
instalação de áreas verdes e a proteção aos mananciais no cerrado brasileiro.

Gabarito: B

Comentário: O
agronegócio não está restrito ao campo. Ele está integrado às cidades que lhe
fornecem as tecnologias, os insumos, os conhecimentos e parte da mão-de-obra utilizada
na produção do agronegócio. O urbano determina o que vai ser produzido no
rural.

No Brasil, esse cenário se
verifica muito claramente na região Centro-Oeste, onde, nas últimas décadas, o
agronegócio se expandiu muito, e, junto com ele, a região se urbanizou
rapidamente, sendo atualmente a que mais produz grãos no Brasil e também a
segunda mais urbanizada.

Devido a sua importância nos
mercados internacionais, os produtos do agronegócio estão constantemente
participando do jogo do mercado financeiro, comandado por empresas e
instituições sediadas nas cidades.  Os
interesses dos mercados internacionais influenciam na produção do agronegócio.

23. Leia o
texto a seguir.

“Hoje,
o Brasil está entre os países mais populosos do mundo, mas não foi sempre
assim. Ao longo da sua evolução demográfica, o nosso país passou por momentos
distintos em seu crescimento natural.”

ADÃO,
E.; JUNIOR, L.F. Geografia em REDE. 1. ed. São Paulo: FTD, 2013, pg.29.

Em relação
ao crescimento natural brasileiro, com base no texto acima, é correto afirmar
que:

(A) foi
muito elevado, entre o final do século XIX e a primeira metade do século XX,
uma vez que a maioria da população residia na área rural e tinha muitos filhos,
contribuindo assim para elevadas taxas de natalidades no país.

(B) diminuiu
o seu ritmo na década de 1950, quando a taxa de crescimento caiu para 1% ao
ano, período em que as taxas de mortalidades, especialmente as infantis,
aumentaram como consequência de uma urbanização desorganizada.

(C) a partir
dos anos 1980 cresceram rapidamente, motivado pelo crescente aumento das taxas
de fecundidades nos centros urbanos, uma vez que a inserção feminina no mercado
de trabalho possibilitou o aumento das proles entre os casais.

(D) tem
crescido nas últimas décadas, ainda que as taxas de natalidades estejam
diminuindo a partir dos anos 1960, imposições de uma urbanização que contribuiu
para uma forte redução das taxas de mortalidade e aumento da expectativa de
vida da população.

(E) se
encontra em rápido processo de declínio, fenômeno que se iniciou nos anos 1950
e que ganhou maior projeção a partir dos anos 1990, quando as seguidas crises
econômicas influenciaram o ritmo da natalidade junto às camadas mais pobres do
país.

Gabarito: D

Comentário: A
população brasileira segue crescendo, mesmo com a redução do seu ritmo nas
últimas décadas. A partir dos anos 1960, as taxas de natalidade do Brasil
começaram a apresentar contínuo declínio. São fatores da redução nas taxas de
natalidade as imposições da urbanização, como o maior acesso das mulheres ao
mercado de trabalho, as possibilidades de planejamento familiar e o custo de
vida (ter filhos torna-se mais custoso no meio urbano do que no meio rural). A vida
nas cidades possibilita um maior acesso aos serviços de saúde a aos avanços da
medicina que tem levado a redução da taxa de mortalidade e ao aumento da expectativa
de vida da população.

24. Leia o
texto a seguir.

“Os
limites dos Estados nacionais parecem tão exatos nos mapas políticos que fica
difícil duvidar que não estiveram sempre ali. Suas demarcações são
estabelecidas com base em posições calculadas por coordenadas geográficas; assim,
os limites tornam-se concretos. As bacias hidrográficas têm um papel decisivo
no estabelecimento de áreas fronteiriças entre os territórios: rios e divisores
de água estão entre os elementos da superfície terrestre mais utilizados no
estabelecimento de limites territoriais”.

SANTOS.
Douglas. (Geografia das redes: o mundo e seus lugares). São Paulo: Editora do
Brasil, 2016. Coleção Geografia das redes; v. 2, p. 136-140

Sobre o
entorno geográfico da Bacia do Rio Paraná, com base no texto acima, analise as
afirmativas abaixo.

I- A
hidrovia do Rio Paraná possui um potencial quase esgotado em virtude do volume
de carga transportada no comércio entre as economias brasileira, argentina e
uruguaia.

II- A
existência da hidrelétrica binacional de ltaipu, entre Brasil e Paraguai,
reforça a dependência entre as duas economias que consomem igualitariamente a
energia produzida.

III- O Sul
do Brasil apresenta a maior quantidade de cidades gêmeas com grande dinâmica
transfronteiriça e elevada integração econômica e cultural, exemplificada pelos
fluxos comerciais entre Foz do Iguaçu e Ciudad Del Este.

IV- A
porosidade das fronteiras entre Brasil, Argentina e Paraguai tem facilitado o
contrabando de produtos eletrônicos, cigarros, drogas, entre outros, realizado
pelos rios devido à dificuldade de fiscalização.

Assinale a
opção correta.

(A) Apenas
as afirmativas I, II, III estão corretas.

(B) Apenas
as afirmativas I, II e IV estão corretas.

(C) Apenas
as afirmativas I e III estão corretas.

(D) Apenas
as afirmativas II e IV estão corretas.

(E) Apenas
as afirmativas III e IV estão corretas.

Gabarito: E

Comentário:

III – O sul do Brasil apresenta a
maior quantidade de cidades gêmeas (que estão uma ao lado da outra, ou de
frente, mas em países diferentes). Nessa região, as cidades gêmeas apresentam
grande dinâmica transfronteiriça e elevada integração econômica e cultural. Um
dos principais exemplos são as cidades gêmeas de Foz do Iguaçu, no estado do
Paraná, no Brasil, e Ciudad Del Este, no Paraguai. Essas duas cidades possuem
uma malha urbana contínua, separada apenas pela linha de fronteira entre os
dois países.

IV – A porosidade, isto é, os
espaços vazios existentes as fronteiras entre Brasil, Argentina e Paraguai
facilita o contrabando realizado pelos rios, onde há maior dificuldade de
fiscalização.  Boa parte do contrabando
entre o Brasil e seus países vizinhos é realizado por rios. Nas estradas e
pelos ares, o controle de cargas é muito maior. Além disso, a rede hidrográfica
da região Sul do Brasil é muito densa e interligada com os seus países
vizinhos, o que dificulta ainda mais o controle.

25. O espaço
geográfico tem cada vez mais despertado interesses de grupos, países e
empresários pela disponibilidade dos recursos naturais dispostos nos
territórios. Essa cobiça exige dos países detentores de grandes riquezas cada
vez mais a implementação de políticas adequadas à proteção da soberania
nacional. No Brasil é crescente o debate sobre a importância da Amazônia Azul,
uma imensa área do litoral medindo quase 4,5 milhões de quilômetros quadrados,
o que acrescentaria ao país uma área equivalente a mais de 50% de sua extensão
territorial.

Sobre as
potencialidades e desafios marítimos do Brasil, assinale a opção correta.

(A) O avanço
do comércio exterior propiciou, nas últimas décadas, a diminuição da
vulnerabilidade do país, visto que os fretes marítimos são transportados
majoritariamente por navios de bandeira brasileira.

(B) Embora
as descobertas das reservas de petróleo no pré-sal nas Bacias de Santos e
Campos possibilitassem o aumento da extração pela via marítima, ainda o Brasil
depende quase que exclusivamente da exploração nas áreas continentais.

(C) A
implantação de Unidades de Conservação Costeiras e Marinhas no litoral
brasileiro promoveu a conservação da biodiversidade e o aumento dos manejos de
áreas abertas, portanto suprimiu os conflitos de múltiplos usos.

(D) A pesca
artesanal está localizada em sua maioria nas regiões Sudeste e Sul do Brasil,
enquanto a pesca industrial se deslocou preferencialmente para as regiões Norte
e Nordeste, onde as precárias condições de fiscalização e controle favorecem a
exploração.

(E) A
degradação dos ecossistemas costeiros provocada pela especulação imobiliária e
dejetos produzidos pela poluição urbana e industrial é responsável pelas
destruições dos manguezais e das dunas, acarretando o problema da erosão
marinha.

Gabarito: E

Comentário: Devido
à sua boa localização, as áreas próximas da costa são alvos de grandes
empreendimentos imobiliários, que acabam por degradar os ecossistemas
costeiros, como o dos manguezais e das praias. Soma-se à isso os dejetos
produzidos pela poluição urbana e industrial. Esse é um sério problema
ambiental brasileiro na atualidade que tem ampliado o seu debate em busca de
soluções nos anos recentes.

26. Observe
o gráfico abaixo.

O climograma
destacado faz alusão a um tipo climático brasileiro. Sobre a realidade
envolvendo esse climograma, é correto afirmar que está indicando o clima:

(A)
Equatorial úmido, o qual abrange a Região Amazônica, o norte do estado do Mato
Grosso e o oeste do Maranhão. No verão, a atuação da massa de ar Equatorial
atlântica (mEa) provoca aquecimento e chuvas torrenciais.

(B)
Equatorial subúmido, o qual abrange a porção norte do país e se estende de
Roraima ao noroeste do Pará. É quente e com elevadas pluviosidades o ano todo,
consequência da ação permanente da massa Equatorial continental (mEc).

(C)
Litorâneo úmido, típico da faixa litorânea desde o estado do Rio Grande do
Norte até o estado de São Paulo. A atuação da massa Tropical atlântica (mTa)
ocorre durante o ano todo, com maior regularidade no período do outono e do
inverno.

(D) Tropical
de altitude, predominante nos planaltos e serras do Sudeste. Esse clima é
controlado pela massa Tropical atlântica (mTa) e pela massa polar atlântica
(mPa), tornando as suas áreas de abrangência úmidas o ano todo.

(E)
Subtropical úmido, predominante na Região Sul. A ação da massa Tropical
atlântica e da massa Polar atlântica, respectivamente, durante o verão e o
inverno, tornam bem distribuídas as pluviosidades nas áreas abrangentes.

Gabarito: E

Comentário: O
climograma faz alusão ao clima subtropical úmido, predominante na região Sul.
As pluviosidades são bem distribuídas ao longo do ano, mas maiores no verão. O
inverno é frio e o verão é quente, como a linha da temperatura nos mostra.
Poder-se-ia ficar em dúvida entre a alternativa “E” e a “D”, que trata do clima
tropical de altitude, mas o clima tropical de altitude apresenta médias
pluviométricas muito baixas durante o inverno.

Créditos:

Estratégia Concursos

Acesse também o material de estudo!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: