Fique por dentro – Se eu não passar em concurso minha vida acabou?

Olá meu amigo(a) concurseiro(a), tudo bem? Para quem não me conhece, sou o Prof. Vinícius Nascimento, professor de AFO e Contabilidade Pública, Analista do Passo Estratégico e coach do Estratégia Concursos. Hoje estou para conversar com você sobre uma passagem bíblica muito importante na vida do aspirante a servidor público: “Eclesiastes 3 – Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu”.

Mas antes gostaria de fazer minha apresentação para vocês!

Apresentação

Sou o Prof. Vinícius Nascimento, natural de Brasília, mas residindo em Manaus, coração da nossa Amazônia! Sou formado em Gestão Pública, pós-graduado em Contabilidade Pública e também em Planejamento e Orçamento Governamental, atualmente finalizando minha graduação em Ciências Contábeis.

História de um concurseiro

Minha experiência como concurseiro iniciou em 2005, quando fui aprovado para um emprego público na CAESB – Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal. 

EM 2006, quando estava estudando para Técnico Administrativo da ANEEL – Agência Nacional de Energia Elétrica – vi uma propaganda do concurso da Escola de Sargentos das Armas. Não pensei duas vezes e fiz minha inscrição. Fui aprovado e fui iniciar o Curso de Formação de Sargentos em Campo Grande – Mato Grosso do Sul, sendo que, ao final do curso, fui classificado na cidade de Jaguarão – Rio Grande do Sul – na fronteira com o Uruguai. 

No final de 2011, fui transferido para Boa Vista, no estado de Roraima. Logo no início de 2012 fiz a prova para Técnico Judiciário – Área Administrativa do TRT 11ª Região, o qual fui aprovado em 54º lugar. 

No mesmo ano, fiz o concurso para Técnico Judiciário do Tribunal de Justiça de Roraima, ficando classificado (nem me lembro a posição, mas sei que foi em 200 e alguma coisa kkkk). Em 2013, fui aprovado em 37º lugar para Técnico Administrativo do Ministério Público da União. 

No final de 2013 saíram 2 editais: Agente Administrativo da Polícia Federal e Assistente em Administração da Universidade Federal de Roraima. Com esforço e dedicação, fui aprovado nos dois: (5º lugar para Agente Administrativo e 37º para a UFRR). Em junho de 2014 fui nomeado para a UFRR e dois meses depois para a Polícia Federal. 

Em 2015 saiu o edital para Gestor Público do Instituto Federal de Roraima. Resolvi fazer a prova e fui aprovado em 1º lugar, porém optei por não assumir, pois, a lotação iria prejudicar meus projetos, afinal já estava ministrando aulas presenciais e on-line. Nesse mesmo ano entrei para o curso de Ciências Contábeis da Universidade Federal de Roraima, em primeiro lugar.

Em 2016 saiu o edital para Contador da Universidade Federal de Roraima, fiz a prova e fui aprovado em primeiro lugar, mas não assumi pois, estava no 4º semestre da faculdade.

Em 2017 fiz a prova de Analista Judiciário – Área Administrativa do Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região e fiquei classificado em 42º lugar.

Minhas grandes conquistas nos concursos

Em 2019 fui aprovado para o cargo de Consultor Legislativo – Finanças Públicas da Câmara Legislativa do Distrito Federal em 9º Lugar.

Além disso, acabou de sair o resultado preliminar e fui aprovado para Técnico Fazendário da Prefeitura de Manaus em 35º lugar.

Estou contando as vitórias, mas também foram muitas reprovações, entre elas Senado, TCU e TCE/PE. Estou contando isso para vocês simplesmente para dizer que sei exatamente o que vocês estão passando nessa etapa. Vitórias e derrotas fazem parte!! O que importa é como você reage diante das derrotas: desistir ou aprender com os erros? Garanto que a segunda hipótese é a mais correta, afinal, só não passa quem desiste!!

Voltando ao tema do nosso artigo

Hoje quero falar com você sobre uma coisa importante: o concurso não pode ser seu objetivo absoluto de vida. SUA APROVAÇÃO NÃO É O PASSAPORTE PARA A FELICIDADE

Tomar posse em um excelente cargo público é maravilhoso. Ter uma excelente remuneração, qualidade de vida e proporcionar melhorias para sua família é ótimo. Mas e se a aprovação não chegar logo? É necessário um planejamento para que você não seja surpreendido(a) .

Hoje o que vemos é a idealização da aprovação em concurso público como a maior conquista profissional e condição sine qua non para a felicidade profissional. Mas qual é a consequência disso? Ansiedade e stress durante os estudos, o que é péssimo, pois em nada contribui para a aprovação!

Procure encarar os estudos com um processo, um meio para chegar ao objetivo almejado: aprovação. Lembre-se que a aprovação é apenas o começo de uma nova jornada de vida. Sua vida não termina com a posse, pelo contrário, apenas está começando nova etapa de tantas que você já venceu!

Então, caso você já tenha feito provas de concurso e não tenha logrado êxito, não se preocupe e nem se martirize, sua vida continua e sua felicidade não pode ser resumida em aprovação ou reprovação.

O concurso público não é um fim em si mesmo!

Seu concurso é apenas um meio para conseguir a mudança de sua realidade profissional ou financeira. Ocupar um bom cargo público não é sinônimo de felicidade, você é muito maior do que isso!

Com certeza você já ouviu dizer que existem Procuradores, Delegados, Juizes, Auditores, Policiais Federais, Civis reclamando e infelizes. Caso nunca tenha visto ou lido algo a respeito, uma pequena pesquisa você encontrará diversos relatos sobre isso.

Você não é pior do que ninguém por ter reprovado em um concurso ou outro.

Há pessoas maravilhosas em diversas áreas que não são aprovadas, além de pessoas que são felizes, possuem uma paz interior mesmo passando por diversas experiências horríveis na vida porque simplesmente encaram esses momentos como aprendizado e crescimento. Já existem pessoas que, embora não possuam conhecimento cognitivo, acadêmico, mas possuem vasta experiência de vida e nos ensinam todos os dias algo novo e são felizes em suas profissões!

Não estou dizendo para você desistir, isso jamais!

Não me interprete mal. Siga firme no objetivo!! Estude, aprenda e evolua! É extremamente importante o auto conhecimento. Já parou para se perguntar por qual motivo diversos ex militares passam em concursos de alto nível? Isso ocorre, pois aprendemos na formação militar que muitos de nossos limites são psicológicos, ou seja, nossa mente nos prega peças e quer o conforto sempre.

Estudo com paz no coração e serenidade, dessa forma estará mais preparado(a) para uma excelente prova. Se você não passou em um concurso, não há problema nenhum: você ainda tem sua família, seus amigos, Deus, enfim, sua vida.

Como diz o Prof. Ricardo Vale: o segredo do sucesso é a constância no objetivo!

Nesse mundo dos concursos, sempre há espaço para uma segunda chance: o próximo concurso, para o mesmo ou semelhante cargo. Portanto, a reprovação é apenas uma etapa em sua vida, não a sua vida inteira. Da mesma maneira, a aprovação também é apenas uma etapa, não a razão única de sua felicidade.

Continue estudando! Passe no concurso! E se não passar seja feliz assim mesmo! Felicidade acima de tudo!

Prof. Vinícius Nascimento

Créditos:

Estratégia Concursos

Acesse também o material de estudo!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: