fbpx

França dará cidadania para migrantes que trabalharam na pandemia

A França vai dar cidadania a centenas de estrangeiros que trabalharam na linha de frente contra a pandemia do novo coronavírus, informou o Ministério do Interior.
    Além de médicos e enfermeiros, os estrangeiros que trabalharam em supermercados e creches também puderam se inscrever na iniciativa.
    Marlène Schiappa, ministra da Cidadania, informou em nota que cerca de três mil pessoas pediram para participar da iniciativa.
    Entre elas, 74 obtiveram a cidadania francesa e 693 estavam já na fase final do processo.
    As autoridades do país reduziram o tempo de residência necessário para solicitar a cidadania para estrangeiros que prestaram “serviços importantes” durante a emergência. O período caiu de cinco para dois anos.
    A França possui cerca de 2,5 milhões de casos da Covid-19 e pouco mais de 61 mil pessoas morreram em decorrência da doença.
    .
   

Veja também:

As estranhas ‘ondas circulares de rádio’ captadas no espaço que intrigam cientistas


  

  • separator

Fonte: Terra

Deixe uma resposta

Jornais Virtuais