fbpx

Fundador da Huawei promete manter foco em celulares em era Biden

O bilionário Ren Zhengfei, fundador da Huawei Technologies, está cada vez mais confiante de que pode resistir às sanções dos EUA e prometeu que a maior empresa de tecnologia da China continuará a fabricar smartphones enquanto se aproxima do governo Biden.

Ren espera que o novo presidente dos EUA adote uma política mais complacente em relação à gigante de redes do que seu antecessor Donald Trump, que esmagou a divisão de smartphones da Huawei ao restringir seu acesso à fabricação de chips, software e circuitos dos EUA.

Na terça-feira, o fundador pediu que Biden libere a compra de componentes dos EUA pela Huawei, que são necessários para fabricar seus dispositivos e equipamentos 5G.

“Esperamos que o novo governo dos Estados Unidos tenha uma política aberta para o benefício das empresas americanas e o desenvolvimento econômico dos EUA”, disse Ren a repórteres durante um tour pela cidade de Taiyuan, no norte da província de Shanxi.

“Ainda esperamos poder comprar grandes volumes de matérias-primas, componentes e equipamentos americanos para que todos possamos nos beneficiar do crescimento da China”, disse em comentários confirmados por um porta-voz da Huawei.

Em 2019, a Huawei se tornou alvo das tensões EUA-China depois que a Casa Branca identificou a empresa como ameaça à segurança nacional e impôs uma série de restrições comerciais. Essas restrições limitaram o crescimento da empresa, o que levou à venda da unidade de aparelhos de baixo custo Honor no ano passado, prejudicando o negócio de smartphones que, por um breve período, superou a Apple. Apesar disso, a Huawei aumentou as vendas e o lucro líquido ano passado, disse Ren na terça-feira sem dar mais detalhes.

Não está claro até que ponto Biden planeja mudar a abordagem do governo de Washington em relação à Huawei. A escolhida de Biden como secretária de Comércio, Gina Raimondo, disse durante o processo de confirmação do Senado que não via “nenhuma razão” para que as restrições da era Trump fossem suspensas.

Profissão Broker: série do InfoMoney mostra como entrar para uma das profissões mais estimulantes e bem remuneradas do mercado financeiro em 2021. Clique aqui para assistir.

Fonte: Infomoney

Deixe uma resposta

Jornais Virtuais