fbpx

gabarito e prova · JC Concursos

As chances do concurso Marinha Mercante são destinadas a jovens que concluíram o nível médio e têm idade entre 17 e 23 anos, para ingresso nas escolas de formação de oficiais

Os exames de conhecimentos do concurso Marinha Mercante para admissão às Escolas de Formação de Oficiais (EFOMM) ocorrem neste sábado, dia 17 de agosto, e domingo, dia 18 de agosto. O candidato deve acessar o site do órgão para verificar o local em que realizará a avaliação. 

Primeiramente, os participantes realizarão as provas de português, redação e inglês no sábado (17) e depois provas de matemática e física no domingo (18). Os dois exames terão início às 10h, com duração de quatro horas, e os portões de acesso aos locais serão abertos, pontualmente, às 8h e fechados às 9h.

Os gabaritos preliminares serão divulgados na segunda-feira, dia 19 de agosto, e os candidatos poderão interpor recurso entre os dias 20 e 22 de agosto. A publicação dos gabaritos definitivos ocorrerá em 6 de setembro.

O concurso Marinha Mercante ainda será constituído de mais três etapas: seleção psicofísica; teste de suficiência física; e período de adaptação e verificação de documentos.

Concurso Marinha Mercante: mais informações

O concurso Marinha Mercante visa o preenchimento de 180 vagas, sendo que 100 são reservadas ao Centro de Instrução Almirante Graça Aranha (CIAGA), no Rio de Janeiro/RJ, e as outras 80 são para o Centro de Instrução Almirante Braz de Aguiar (CIABA), em Belém/PA. Ao todo, a seleção recebeu 7.150 inscritos, sendo 2.529 para o CIABA e 4.621 para o CIAGA. 

Oportunidades são destinadas a jovens, de ambos os sexos, que possuem diploma de conclusão de curso de ensino médio até o dia 27 de janeiro de 2020 e idade entre 17 e 23 anos em 1º de janeiro de 2020.

As inscrições foram recebidas entre os dias 30 de maio e 16 de junho de 2019, através do site www.marinha.mil.br/ciaga. O CIAGA é o órgão coordenador e executor do processo de seleção. O valor da taxa de participação foi de R$ 68.

Informações sobre a EFOMM

A EFOMM (Escola de Formação de Oficiais da Marinha Mercante) é uma Universidade do Mar, onde são formados oficiais em duas opções de curso: náutica e máquinas. Os alunos irão estudar na escola em regime de internato, durante três anos, iniciando no dia 27 de janeiro de 2020.

O oficial de máquinas é responsável pela operação, manutenção e gerenciamento das máquinas, motores e equipamentos que compõem os diversos sistemas do navio. Já o oficial de náutica opera e gerencia os equipamentos de convés, de navegação e de comunicações.

As atividades de ensino são desenvolvidas nos Centros de Instrução Almirante Graça Aranha (CIAGA) e Almirante Braz de Aguiar (CIABA) e compreendem: atividades acadêmicas, militares e extraclasse.

Após o término do terceiro ano, o aluno realizará, obrigatoriamente, o estágio de praticante, a bordo de embarcações mercantes utilizadas na navegação marítima e no apoio marítimo, exclusivamente em empresas indicadas pelos centros de instrução.

Ao terminar o curso, o aluno será declarado bacharel em ciências náuticas, curso de nível superior, e passará a integrar o quadro de oficiais da reserva não remunerada da Marinha do Brasil, no posto de 2º tenente.

Prova anterior Marinha Mercante

Para auxiliar nos estudos, o JC Concursos liberou as provas anteriores do órgão, além dos gabaritos para consulta das questões aplicadas. É importante avaliar a organizadora do novo concurso da Marinha Mercante, direcionando a preparação para o estilo da banca.

Sobre Marinha – Marinha do Brasil

Marinha do Brasil pertence as Forças Armadas do Brasil e é responsável por conduzir operações navais. É a maior da América do Sul e da América Latina e a segunda maior da América, depois da Marinha dos Estados Unidos.

A Marinha esteve envolvida na guerra de independência do Brasil. Por volta de 1880, a Armada Imperial Brasileira era a mais poderosa da América do Sul. Após a rebelião naval de 1893, houve um hiato em seu desenvolvimento, até 1905, quando o Brasil adquiriu dois dos dreadnoughts mais poderosos e avançados da época, o que provocou uma corrida armamentista naval com as nações vizinhas, sobretudo a Argentina e Chile. A Marinha do Brasil participou na Primeira Guerra Mundial e na Segunda Guerra Mundial, participando de patrulhas anti-submarinos no Atlântico.

concursos publicosconcursos abertosconcursos federaisprovas anteriores


Fonte: Jornal dos Concursos

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!