Gabi pede mais agressividade para seleção de vôlei vencer rivais do Pré-Olímpico – Esportes

Com muita facilidade, a seleção brasileira feminina de vôlei iniciou o Pré-Olímpico, nesta quinta-feira, com uma tranquila vitória por 3 sets a 0 sobre Camarões, no ginásio Sabiazinho, em Uberlândia (MG). Maior pontuadora da partida com 15 acertos, a ponteira Gabi destacou pontos positivos e negativos da atuação do time e pediu mais agressividade para os dois duelos restantes contra Azerbaijão, nesta sexta, e República Dominicana, no sábado.

“Sabemos que temos três jogos seguidos. Hoje (quinta-feira) tivemos mais momentos bons do que ruins. Começamos a partida com bastante agressividade no saque e isso ajudou nosso bloqueio. No terceiro set cometemos um pouco de erros. Temos que manter a agressividade em toda a partida. Agora são dois jogos ainda mais difíceis e vamos estudar esse time do Azerbaijão”, explicou Gabi.

Quem fez a sua estreia pela seleção nesta temporada foi a atacante Tandara, recuperada de uma lesão no tornozelo esquerdo. A campeã olímpica comemorou o retorno e falou da felicidade de voltar a defender o Brasil. “Essa vitória foi o nosso primeiro passo na competição. Agora vamos focar no Azerbaijão para conseguirmos mais um resultado positivo. É muito bom retornar para a seleção jogando no Brasil com o apoio da torcida. Passei por um momento muito difícil com a lesão e poder jogar com a torcida brasileira nessa volta é incrível. Acredito que vamos evoluir a cada jogo para conseguirmos essa vaga”, disse.

O treinador José Roberto Guimarães destacou o apoio recebido dos torcedores brasileiros ao longo do confronto contra Camarões. “Hoje (quinta-feira) foi bom porque fizemos bastante trocas no time e isso é importante para sequência da competição. A atmosfera do jogo foi diferente. Recebemos muito incentivo da torcida e foi bom para as jogadoras sentirem esse clima. Vamos precisar de todo o time nessa competição”, afirmou.

Maior rival do Brasil na luta pela vaga em Tóquio-2020, a República Dominicana não teve trabalho em sua estreia contra o Azerbaijão. As caribenhas, que são comandadas pelo técnico brasileiro Marcos Kwiek, derrotaram as europeias por 3 sets a 0 – com parciais de 25/15, 25/22 e 25/18.

Fonte: R7

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: