fbpx

George Clooney compara racismo à pandemia: ‘Falhamos’


George Clooney foi mais um dos famosos que mostraram seu total repúdio ao racismo e à forma como o governo dos Estados Unidos vem ignorando as manifestações anti racistas desde a morte de George Floyd, homem negro morto por um policial branco, que o asfixiou com o joelho pressionando o pescoço contra o chão por mais de oito minutos. 


O astro escreveu uma carta-aberta, que foi publicada pelo site The Daily Beast, mostrando seu apoio aos protestos e criticando a forma que os líderes estão lidando com o caso. 


Ao longo do texto, Clooney também pediu por mudanças no país e no sistema criminal e fez uma relação entre o racismo e a pandemia de coronavírus, dizendo que falhamos no combate de ambos. 


 


Leia partes de seu manifesto: 


“(…) Há pouca dúvida de que George Floyd foi assassinado. Nós assistimos ele dar seu último suspiro nas mãos de quatro de nossos policiais. Agora nós vemos uma reação contra o cruel tratamento que o sistema oferece para parte de nossos cidadãos, como vimos em 1968, 1992, 2014… Não sabemos quando esses protestos vão parar. Nós esperamos e rezamos que ninguém mais seja assassinado. Mas também sabemos que pouca coisa vai mudar.


(…)


A raiva e a frustração que estamos vendo nas nossas ruas são apenas um lembrete de como evoluímos pouco como país desde o nosso pecado da escravidão. O fato de não estarmos mais vendendo e comprando seres humanos não é motivo de orgulho agora. Nós precisamos de mudanças sistêmicas em nosso sistema judiciário e criminal. Precisamos de políticos que reflitam sobre justiça básica e igualitária para todos os cidadãos. Não de líderes que fomentam ódio e violência como se a ideia de atirar contra manifestantes não fosse nada. 


(…) 


Essa é a nossa pandemia. Ela afeta a todos nós e, em 400 anos, ainda não encontramos uma vacina. Parece até que paramos de buscar por uma e estamos tentando tratar a ferida individualmente. E nós com certeza falhamos em fazer um bom trabalho nisso. 


(…)


Lembre-se, nós criamos esses problemas, então nós podemos consertá-lo. E só há uma última chance e um jeito de fazer isso nesse país: Votar.”


 


Repúdio


Quem também mostrou seu descontentamento com a situação foi Demi Lovato. 


A cantora nunca fez questão de esconder seu posicionamento político e sempre se mostra muito engajada nas causas sociais e na luta por respeito, igualdade e direitos de gênero, raça e orientação sexual. 


Agora, ela usou mais uma vez seu Instagram para mostrar total repúdio a Donald Trump, presidente dos Estados Unidos, por causa de seu comportamento diante do caso de George Floyd.


Nos stories, a cantora mandou um recado para o líder e pediu que ele se manifestasse diante de tudo o que está acontecendo, ao invés de permanecer em silêncio e ignorando os protestos, como ele vem fazendo. 


“Donald Trump, seja a p*rra do líder que precisamos que você seja. Eu estou implorando, de verdade, porque estamos presos em você até novembro, então você precisará pagar pelo seu silêncio e pela falta de liderança e ação”, escreveu ela. 


 


George Clooney fica surpreso com denúncias de marca de café

George Clooney contrata decorador para casa de brinquedos

(function(d, s, id) {
var js, fjs = d.getElementsByTagName(s)[0];
if (d.getElementById(id)) return;
js = d.createElement(s); js.id = id;
js.src = “https://connect.facebook.net/pt_BR/sdk.js#xfbml=1&version=v2.7”;
fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs);
}(document, ‘script’, ‘facebook-jssdk’));

Fonte: O Fuxico

Deixe uma resposta

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!