Glamour Garcia: ‘O amor e o carinho me fizeram quem sou’


A Dona do Pedaço, da TV Globo, já mostrou que veio para fazer sucesso. A história da boleira vivida por Juliana Paes vem conquistando o público, no entanto não é somente a história central que tem ganhado fãs.


Passeando pelos outros núcleos chegamos até Dorotéia, vivida por Rosi Campos, esposa de Eusébio (Marco Nanini) e mãe de Britney (Glamour Garcia). Essa, por último, garante ainda mais veracidade à personagem: Glamour interpreta uma mulher trans e ela também passou pela transição de gênero na vida real.


“Eu comecei a desenvolver a feminilidade na adolescência e, aos 18 anos, fui viver a minha própria vida e lutei pela minha própria essência”, contou a atriz para a revista Malu. “Todas as pessoas transexuais sentem algo diferente desde a infância, isso já foi comprovado. […] Hoje em dia a gente vê pessoas trans com 60 anos que ‘se tornam’ e muita gente não acredita. Ela já nasceu assim, mas por um contexto histórico, ela não desenvolveu”, enfatizou.


Com relação a sua chegada na novela, Glamour disse que recebeu um convite e assim que fez o teste esperou mais algum tempo até a oficialização de seu contrato.


“Recebi um convite para um teste do Walcyr Carrasco. Nunca tinha estado na emissora e, em janeiro, a gente oficializou o contrato e a minha participação na novela. Tem sido tudo incrível”.


Ao falar de seu pais, a loira garantiu que recebeu muito amor, apoio e respeito.


“Eu tenho uma ótima relação com a minha família, principalmente com o meu pai e a minha mãe. São as pessoas mais importantes da minha vida e devo tudo a eles. Passamos muitas dificuldades juntos e isso é o mais valioso: tê-los como meus pais. […] O amor e o carinho me fizeram a pessoa que sou, ter a força que tenho”.


E todo esse afeto que recebeu foi passado para Britney. Glamour admite a importância do papel não só para ela, mas para a sociedade.


“Acho que ela tem muitas frentes. Só o fato de ela ser trans já é algo muito construtivo dentro da trama”, falou. “A inserção das transexuais dentro do mercado de trabalho é uma discussão de uma riqueza necessária. Sou extremamente privilegiada diante de toda a população transexual e não digo isso com arrogância: apenas estou reconhecendo que esta discussão é importante. Infelizmente, muitas trans ainda são miseráveis e trabalham em setores informais”, acrescentou ela.


Para finalizar, Daniela, seu primeiro nome, disse que fica emocionada com a recepção das pessoas em relação ao seu papel.


“Fico emocionada. Ás vezes nem consigo expressar tudo o que sinto de tão emocionada que eu fico. Estou muito feliz, não só por mim, mas por fazer a Britney, que é um sinônimo de alegria, emoção e amor”.


5 curiosidades sobre Glamour Garcia, atriz trans de A Dona do Pedaço!
5 motivos para shippar Britney e Abel, em A Dona do Pedaço
Veja os bastidores de Gretchen em A Dona do Pedaço


Fonte: PORTAL O FUXICO

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: