fbpx

Governo anuncia parceria com Oxford para desenvolvimento e produção de vacina contra Covid-19 no Brasil

(Envato)

SÃO PAULO – O Ministério da Saúde anunciou, neste sábado (27), uma parceria para a pesquisa e produção de doses da vacina contra o novo coronavírus em desenvolvimento pela Universidade de Oxford, do Reino Unido, e a farmacêutica AstraZeneca.

Na fase inicial, a previsão é de compra de 30,4 milhões de doses em dois lotes – a primeira metade em dezembro de 2020 e a outra em janeiro de 2021– e da transferência de tecnologia. A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) será a responsável pelo desenvolvimento da tecnologia no lado brasileiro.

Em comunicado, o Ministério da Saúde informou que aceitou proposta feita pela embaixada britânica e a farmacêutica para a cooperação no desenvolvimento tecnológico e acesso do Brasil à vacina ChAdOx1.

Pelo acordo, o governo se compromete a arcar com os custos de parte da pesquisa, comprometendo-se a pagar pela tecnologia, mesmo reconhecendo que a vacina ainda não é considerada segura nem eficaz. “O governo federal considera que esse risco de pesquisa e produção é necessário devido a urgência pela busca de uma solução efetiva para manutenção da saúde pública e segurança para a retomada do crescimento brasileiro”, diz o ministério.

Se comprovada a segurança e eficácia da vacina, o pasta estima a compra de mais 70 milhões de doses em valor estimado de US$ 2,30 por dose. Segundo o governo, os custos da fase inicial são de US$ 127 milhões, sendo US$ 30 milhões para a transferência de tecnologia e do processo produtivo para a Fiocruz.

Fonte: Infomoney

Deixe uma resposta

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!