fbpx

Governo da Itália libera visitas a asilos para vacinados

O ministro da Saúde da Itália, Roberto Speranza, assinou neste sábado (8) uma medida que permite visitas a familiares que vivem em asilos, restritas desde o início da pandemia do novo coronavírus.

‘Sala dos abraços’ criada por clínica para idosos na Itália

Foto: Piero Cruciatti/AFP / Ansa – Brasil

A diretiva de Speranza permite o acesso em lares de idosos para pessoas completamente vacinadas contra a Covid-19, curadas da doença ou que apresentem exame PCR ou de antígeno negativo.

No entanto, o ministro ressaltou que ainda é preciso respeitar os protocolos sanitários, como distanciamento físico e uso de máscaras. “Mas compartilhamos a alegria de quem finalmente poderá rever seus entes queridos após a distância indispensável para protegê-los”, acrescentou.

Ao lado de profissionais da saúde, residentes de asilos foram os primeiros a ser vacinados na Itália, totalizando 670 mil imunizados nessa categoria até o momento.

Desde o ano passado, alguns asilos já vinham criando soluções alternativas para possibilitar visitas, como as chamadas “salas de abraços”, espaços protegidos por plásticos anticontágio para permitir o contato entre familiares e hóspedes.

Lares para idosos foram duramente atingidos pela primeira onda da pandemia na Itália, com milhares de mortes entre os meses de março e maio de 2020. Até o momento, o país contabiliza cerca de 4,1 milhões de casos e 122,7 mil óbitos por Covid, mas as médias de contágios e vítimas estão em queda há várias semanas.

Fonte: Terra

Deixe uma resposta

Jornais Virtuais