fbpx

Governo de SP fará novo “mutirão” da vacinação contra Covid-19 neste sábado (16)

Vacinação drive-thru contra a covid-19 no Parque da Cidade, em Brasília. (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

SÃO PAULO – O governo do estado de São Paulo anunciou, nesta quarta-feira (13), um novo “mutirão” de vacinação contra a Covid-19 a ser realizado neste sábado (16).

Na data, todos os mais de 5 mil postos de saúde do estado estarão abertos, das 7h às 19h, para acelerar o processo de imunização contra o coronavírus.

Segundo Regiane de Paula, coordenadora do Plano Estadual de Imunização (PEI), o foco está na aplicação da segunda dose do imunizante, que está atrasada em mais de 4 milhões de pessoas (entre adultos e adolescentes) no estado.

Em coletiva de imprensa realizada no Palácio dos Bandeirantes, na zona oeste da capital paulista, a coordenadora chamou atenção para a antecipação da segunda dose da vacina da Pfizer, em que muitas pessoas não se deram conta da redução do prazo entre as duas doses e ainda não completaram o esquema vacinal.

O mutirão também auxiliará, segundo Regiane, na aplicação da dose extra da vacina contra a Covid em pessoas acima de 60 anos, que tomaram a segunda dose do imunizante em abril deste ano. O público total estimado para este calendário de dose adicional é de 2,7 milhões de pessoas. Confira as datas:

Calendário da dose adicional:

11 a 17 de outubro: pessoas de 80 anos ou mais

18 a 24 de outubro: pessoas de 75 a 79 anos

25 a 31 de outubro: pessoas de 70 a 74 anos

1 a 7 de outubro: pessoas de 60 a 69 anos

De acordo com o “vacinômetro”, ferramenta online do governo paulista que monitora o ritmo da vacinação, já foram aplicadas cerca de 67 milhões de doses contra a Covid-19 no estado de São Paulo.

Hoje, 61,8% da população do estado está com o esquema vacinal completo. A dose adicional, por sua vez, já foi aplicada em cerca de 1,2 milhão de pessoas.

Volta às aulas

O governo estadual também anunciou nesta quarta o retorno obrigatório das aulas presenciais nas redes públicas e privadas de ensino básico do estado a partir da próxima segunda-feira (18), conforme antecipou o InfoMoney.

Em outubro, haverá ainda a limitação do número de alunos em sala de aula, com distanciamento mínimo de 1 metro. As regras de uso de máscara e álcool em gel também serão mantidas, pelo menos até o fim do ano.

“O avanço da vacinação, inclusive entre adolescentes, e os resultados dos indicadores, como a queda no número de internações diárias, mostram que seguimos com uma melhora progressiva apesar da variante delta no estado. Estamos convictos que a necessidade dos estudantes supera, em muito, a possibilidade de um risco maior de transmissão nas escolas”, disse Paulo Menezes, coordenador do Comitê Científico, durante a coletiva.

Já a partir de 3 de novembro será obrigatória a presença de 100% dos alunos, ou seja, será retirada a regra de distanciamento social.

“Com o avanço da vacinação, estamos convencidos de que é possível. Inclusive, estamos com quase todas as atividades de outros setores com progressivo aumento de ocupação – e as crianças foram as que mais sofreram por não poderem frequentar as escolas. Estamos convictos de que esse movimento é necessário pra começarmos 2022 com outras perspectivas para essas crianças”, completou Menezes.

Analista da Clear apresenta plano detalhado para começar a construir uma renda diária utilizando a Bolsa de Valores. Inscreva-se grátis.

Fonte: Infomoney

Deixe uma resposta

Jornais Virtuais