fbpx

Governo se contradiz sobre privatização dos Correios

Correios: será privatizado ou não? Pelas declarações feitas nesta terça-feira, 6, até mesmo o Governo está um pouco confuso em relação ao assunto. De manhã, o presidente da República, Jair Bolsonaro e o Ministro de Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes, deram declarações em horários e lugares diferentes e as falas foram controversas.

Primeiro, às 10h20, em uma audiência na Câmara, o Ministro disse que, até o momento, não há nenhum processo para que os Correios seja desestatizado ou privatizado.

A privatização dos Correios foi uma das bandeiras da campanha de Jair Bolsonaro. Por isso, Marcos Pontes foi convidado a ir à Câmara para falar sobre o assunto. O presidente dos Correios, Floriano Peixoto, também esteve na audiência. Além de funcionários e também alguns representantes dos sindicatos dos carteiros.

No entanto, quase meia hora depois, minutos antes das 11h, Bolsonaro, enquanto estava em um evento em São Paulo, usou as seguintes palavras “vamos privatizar os Correios“.

A fala foi durante um congresso da entidade que representa concessionárias de veículo, a Fenabrave. Enquanto se apresentava, o presidente viu que o correligionário e deputado estadual Gil Diniz (PSL-SP) estava na plateia. Neste momento, então, soltou a frase.

Retomando novamente a fala do Ministro de Ciência e Tecnologia, ele defendeu que todos os envolvidos nos Correios precisam participar das discussões quando elas surgirem.

Além disso, Marcos Pontes ressaltou ainda que o objetivo é trabalhar para que a empresa seja sustentável econômica e financeiramente. Contudo, atualmente, isso é o máximo que possuem de concreto quanto à privatização dos Correios.

Você pode ter interesse em: Privatização dos Correios pode levar prejuízo aos brasileiros, dizem deputados.


Fonte: Edital Concursos Brasil

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!