fbpx

Grêmio não foi hipócrita e votou contra o limite nas mudanças de treinador

A direção do Grêmio não é hipócrita: o clube votou contra o limite de troca de treinadores nos times da Série A. O clube está em seu terceiro técnico, graças a brecha aberta pelo “acordo amigável”, que foi acionado com Tiago Nunes e Felipão. Basicamente, todos os times seguem essa “estratégia”.

Conforme votação dos clubes, que terminou em 11 a 9, a CBF determinou que cada equipe poderia ter no máximo dois treinadores por campeonato. Então, poderiam demitir um técnico e contratar outro, nada mais do que isso. No caso de uma segunda demissão, só poderiam efetivar alguém que já fosse funcionário do clube, mas isso só funcionou na teoria.

A ideia partiu do presidente da CBF, Rogério Caboclo e depois foi adotada também pelas equipes da Série B. Mesmo que Renato Portaluppi já estivesse no clube há várias temporadas, Romildo Bolzan preferiu ser contrário a essa ideia.

Até hoje há discussões se essa foi uma medida positiva ou negativa. O fato é que ela vem sendo pouco seguida pelos clubes, que não tem medo de mandar treinadores embora. Pelo menos no caso gremista, a direção não foi hipócrita, votando favorável e depois fazendo acordo com técnicos.

Essa ideia tem como objetivo evitar mudanças constantes de treinadores, para que os torcedores se familiarizem com os técnicos e times durante a temporada. Enfim, o projeto está acontecendo, e o Grêmio está em seu terceiro técnico no Brasileirão.

Grêmio votou contra, veja todos os votos

Votaram contra:

Votaram a favor:

Enfim, gostou da notícia?

Então, se inscreva no YouTube e nos siga em nossas redes sociais como o TikTok, Twitter, o Instagram e o Facebook. Assim, você poderá acompanhar todas as notícias sobre o nosso Imortal Tricolor.

Imagem: Reprodução

!function(e,n,t){var o,c=e.getElementsByTagName(n)[0];e.getElementById(t)||(o=e.createElement(n),o.id=t,o.src=”https://connect.facebook.net/pt_BR/sdk.js#xfbml=1&version=v11.0″,c.parentNode.insertBefore(o,c))}(document,”script”,”facebook-jssdk”);

Fonte: R7

Deixe uma resposta

Jornais Virtuais