fbpx

Grêmio oferece a ‘cabeça’ de Thiago Neves. O culpado perfeito – Esportes



São Paulo, Brasil


“No Sul é assim. Foi assim com o André. Quando vocês acham que o jogador não rendem, vocês (jornalistas) passam a massacrar.”


Renato Gaúcho tentou o quanto pôde defender Thiago Neves, o “massacrado”.


Foi sua ideia contratar o problemático meia.


Os dois já haviam trabalhado com sucesso no Fluminense, em 2009.


O treinador acreditava que recuperaria o jogador, que se desgastou nacionalmente, com várias questões envolvendo redes sociais, Rogério Ceni e o rebaixamento do Cruzeiro.


A direção gremista aceitou a sugestão de Renato e contratou o atleta de 35 anos, que estava livre no mercado.


A contratação foi, realmente, muito contestada pela imprensa gaúcha.


Caberia ao jogador, em campo, enfrentar os inúmeros questionamentos.


Não conseguiu.


Mas tudo ficou pior com o contexto gremista.


O clube, que foi tricampeão gaúcho, depois de 33 anos, há seis dias, jogou na quinta-feira contra o Sport, o último colocado do Brasileiro. 


Era a primeira vez que Thiago Neves entrava como titular, depois da pandemia. O resultado foi desastroso, com uma fraquíssima atuação do meia.


O time de Renato Gaúcho foi derrotado em plena arena gremista por 2 a 1.


O clube assumia a 16ª colocação no Brasleiro, com apenas seis pontos. Em 21 disputados. Assustador.


O clima ficou pesado, tenso.


E tudo piorou com a revelação do contrato de Thiago Neves.


R$ 380 mil mensais.


Mas, se atingisse 20 partidas, seriam confirmadas as luvas de R$ 2,4 milhões.


E ele passaria a receber R$ 600 mil até dezembro de 2021.


O total chegaria nos R$ 7 milhões.


Com a divulgação dos valores pelos jornalistas, depois da derrota diante do Sport, e com o atleta chegando a 14 partidas oficiais, a direção gremista resolveu tomar uma atitude radical.



Não quis nem renegociar o contrato.


Decidiu rescindir, o que poderia fazer.


Renato Gaúcho foi apenas comunicado.


Os jornalistas ficaram sabendo antes de Thiago Neves.


O jogador usou o que gosta.


As redes sociais para se manifestar.


“Estou muito chateado com a notícia, até porque não acredito que a Diretoria do Grêmio agiria com tamanho desrespeito a quaisquer dos seus atletas e colaboradores. Seria uma atitude extremamente amadora, que, inclusive, não combina com o clube do tamanho e história do Grêmio.”


Mas foi confirmada a rescisão.


Ele está livre para procurar outro clube para jogar.


A falta de tolerância em Porto Alegre com seu futebol, se justifica pelo fraco desempenho. Foram apenas 14 jogos; quatro como titular; 478 minutos em campo, apenas um gol. E nenhuma assistência.


Diante desta estatística é impossível defender sua permanência.


Mas a imagem negativa que deixou no Cruzeiro pesou.


Como ir para show de Thiaguinho. Enquanto estava afastado por contusão e o time mineiro tentava sobreviver na Série A.


E ainda processa o clube na Segunda Divisão.


Exige R$ 16 milhões.


Ficou impossível para Renato defendê-lo.


A direção gremista encontrou o culpado perfeito.


E ofereceu sua cabeça à torcida, à imprensa.



Desviou o foco do desastre contra o Sport.


E da péssima campanha no Brasileiro.


Thiago Neves pagou por sua postura no Cruzeiro, que o Brasil todo lastimou.


Por isso não teve tempo para provar que merecia tão cara aposta do Grêmio.


A situação é constrangedora.


Mas a falta de fé no meia é compreensível.


Paga pelo que fez em Belo Horizonte…


Com Corinthians pressionado, Mano faz sombra ao atual treinador



Fonte: R7

Deixe uma resposta

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!