fbpx

Grupo que comanda o Corinthians aguarda resposta de Duílio para lançar candidato

O grupo “Renovação e Transparência” está à frente do Corinthians desde o segundo semestre de 2007. Com novas eleições agendadas para 28 de novembro, ainda há curiosidade nos bastidores para saber quem será, de fato, o candidato da situação desta vez.

Duílio Monteiro Alves é realmente o nome preferido da chapa. Não há muita novidade sobre isso, mas a Gazeta Esportiva apurou que a questão chegou a um ponto em que todos estão apenas aguardando uma sinalização do atual diretor de futebol.

O dirigente está ciente de que sua eventual candidatura depende apenas de uma manifestação positiva neste sentido, mas Duílio não tem pressa e também sabe que o momento não é propício para tal novidade, afinal, o Corinthians sofreu um forte baque com a queda de receita devido a paralisação do futebol e passou a figurar no noticiário principalmente pelas dívidas e compromissos pendentes.

Além disso, Duílio ainda não está convicto sobre qual rumo deve dar para sua carreira. A opinião de familiares será fundamental para a decisão final, que também terá o desgaste inevitável pela relação com imprensa e torcedores levado em consideração.

Quem é

Duílio Monteiro Alves tem 47 anos e foi escolhido por Andrés Sanchez em 2010 para ingressar no departamento de futebol e trabalhar ao lado de Roberto de Andrade à época, em substituição a Mário Gobbi, depois de liderar o departamento cultural durante o centenário corintiano.

Ele também foi diretor-adjunto de futebol e trabalhou no mandato de Mário Gobbi, entre 2012 e 2015. Voltou em 2018, assim que Andrés Sanchez foi eleito para sua segunda passagem pela presidência.

Duílio é filho de Adilson Monteiro Alves, sociólogo e diretor de futebol do Corinthians de 1982 a 1984, época em que se instituiu a “Democracia Corinthiana”.

Plano B

Caso Duílio não aceite o desafio, André Luiz de Oliveira, conhecido como André Negão, pode ser o plano B do grupo “Renovação e Transparência”.

Sempre muito próximo a Andrés, o atual diretor administrativo do Corinthians tem fama de polêmico, com temperamento forte, oposto ao apresentado por Duílio, e coleciona desde “velhos amigos” a desafetos declarados dentro do Parque São Jorge.

Internamente, André Negão nunca escondeu seu desejo em pleitear a presidência do Corinthians. O momento pode ser este, mas seu nome ainda não é uma unanimidade dentro do grupo.

Plano C

Também não está descartada a possibilidade de união da chapa que comanda o clube atualmente com Paulo Garcia, que novamente pretende concorrer ao cargo. Já se aventou até mesmo uma parceria em que Garcia fosse lançado para disputar a presidência com o nome certo de Duílio para ficar à frente do departamento de futebol. No entanto, a reportagem ouviu de pessoas envolvidas nestas negociações que a chance deste cenário se concretizar é muito pequena.

Eleições

Conforme explicou Romeu Tuma Júnior, presidente do Conselho Eleitoral, à Gazeta Esportiva, as chapas podem registrar seus candidatos até 15 dias depois da última publicação do edital, o que que deve acontecer em setembro. Para saber detalhes sobre este processo, leia aqui!

No próximo sábado, Mário Gobbi vai conceder uma entrevista coletiva. Ex-presidente, o delegado agora vai ao pleito como oposição. Augusto Melo e o próprio Paulo Garcia também já confirmaram suas intenções.


Gazeta Esportiva

  • separator

Fonte: Terra

Deixe uma resposta

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!