fbpx

Harry e Meghan causam mal-estar com a Rainha Elizabeth


O acordo com a Netflix assinado por Meghan Markle e o príncipe Harry se mostrou crucial durante o chamado ‘Megxit’ (saída dos duques de Sussex como membros-senior da realeza). De acordo com um expert real a decisão deles de assinarem com a plataforma supostamente incomodou bastante a rainha Elizabeth II. 


Segundo o jornal The Mirror, a monarca inglesa teme que a decisão deles de trabalharem com a plataforma de streaming americana vai falar ainda mais sobre sua nova vida. 


Em março próximo, membros da realeza vão se juntar para revisar os termos desse acordo que foi feito em janeiro. 


A rainha, o príncipe Charles e o príncipe William vão ver a situação mais de um ano depois do chocante anúncio do casal, e o acordo com a Netflix que supostamente vale R$ 798 milhões também deve ser debatido. 


O comentarista da realeza, Richard Fitzwilliams, disse ao jornal Express que acredita que esse milionário contrato torne as coisas ainda mais difíceis para o casal. 


“Harry e Meghan vai lançar sua fundação sem fins lucrativos, Archewell, assim que a pandemia permitir. Eles são financeiramente independentes agora, e pretendem se envolver nesse planejamento de seu acordo com a Netflix. Vão questionar o trabalho que eles planejam fazer, especialmente dado o retrato ruim que a série da Netflix, The Crown, pintou da família real em sua quarta temporada”. 


Conversando sobre a revisão do acordo, uma fonte do palácio disse no começo desse ano: “A família real e os Sussex concordaram com uma revisão inicial de 12 meses para garantir que o arranjo funcione para todos”. 


De acordo com fontes, o casal não consultou seus parentes antes de assinar com a Netflix.


 Mãe de Meghan Markle abre centro de ajuda a idosos


Duques de Sussex vão passar Ação de Graças em família


Harry cede casa em Windsor à prima Eugenie


 


Os Duques de Sussex, Príncipe Harry e Meghan Markle, deram um novo e importante passo em relação ao seu futuro nos Estados Unidos: o casal retirou todos os seus pertences, incluindo móveis, de sua residência oficial no Reino Unido, Frogmore Cottage, e entregou as chaves para a prima, a Princesa Eugenie morar com seu marido Jack Brooksbank, agora que ela espera seu primeiro filho. 


Segundo o jornal The Sun uma van de mudanças foi vista indo em direção ao chalé de Frogmore no dia 24 de novembro, em meio a fortes boatos de que Harry e Meghan Markle estão entregando sua casa em Windsor para a prima, filha de seu tio, o Príncipe Andrew. 


Tudo o que pertencia aos Sussex foi retirado da propriedade durante a noite e enviado para a Califórnia, onde agora eles vivem depois de terem se distanciado da realeza, e comprado uma nova mansão. 


A empresa de mudanças sediada em Suffolk tem um contrato real com a Rainha para serviços de remoção e armazenamento, tendo trabalhado pela primeira vez para a família real em 1981. O mandado foi originalmente concedido em 1988 e renovado pela última vez em 2016. 


Frogmore foi dado a Harry, de 36 anos e Meghan, de 39, pela Rainha Elizabeth em abril de 2018, um mês antes do casamento. 


Essa residência deu o que falar quando o casal usou dinheiro público para renovar a mansão. Mas os Sussex reembolsaram integralmente os contribuintes pela reforma, em setembro. Na época, Harry e Meghan insistiram que Frogmore continuaria sendo sua residência no Reino Unido. 


Agora, a prima de Harry, a princesa Eugenie e Brooksbank estão morando lá, antes do nascimento de seu primeiro filho, previsto para o ano novo. 


Uma fonte disse ao The Sun na semana passada: ‘As vans de mudança surgiram na calada da noite e esvaziaram a mansão de Harry e Meghan. Eles definitivamente não queriam ser vistos.”

(function(d, s, id) {
var js, fjs = d.getElementsByTagName(s)[0];
if (d.getElementById(id)) return;
js = d.createElement(s); js.id = id;
js.src = “https://connect.facebook.net/pt_BR/sdk.js#xfbml=1&version=v2.7”;
fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs);
}(document, ‘script’, ‘facebook-jssdk’));

Fonte: O Fuxico

Deixe uma resposta

Jornais Virtuais