Hérnia de disco cervical: precauções durante o treinamento

Apesar do fato de o exercício ser a melhor opção para a saúde, é necessário que quem sofre de hérnia de disco cervical tome certas precauções durante o treinamento. Vamos mostrar algumas recomendações a seguir.

Os discos intervertebrais amortecem o impacto e favorecem a mobilidade da coluna. Essas almofadas acolchoadas, planas e redondas separam as vértebras. São constituídas pelo núcleo pulposo ou nucleus pulposus, que é a parte central, gelatinosa e macia. A camada externa é dura e fibrosa e é conhecida como annulus fibrosus.

O que são as hérnias de disco?

Quando esses discos são danificados ou saem do lugar, ocorrem as hérnias. Surge a dor no pescoço e nos braços e é necessário recorrer ao tratamento, que nem sempre envolve cirurgia.

A gravidade vai depender da compressão exercida sobre os nervos adjacentes e das limitações que isso causar ao paciente. Outros sintomas são o formigamento ou a falta de força.

A degeneração do anel fibroso começa a partir dos 25 anos e geralmente afeta pessoas com menos de 50 anos. Fraqueza muscular, obesidade, genética, tabagismo ou levar um estilo de vida sedentário são fatores de risco.

Exercícios que envolvam o levantamento de pesos pesados também são um fator de risco. A falta de exercícios ou a prática incorreta, somados a uma postura inadequada, também desempenham um papel importante.

Hérnia de disco cervical ou lombar? Com ou sem dor?

As hérnias de disco podem ser cervicais ou lombares. As últimas são as mais frequentes, já que essa parte das costas é uma área de maior pressão. No entanto, as hérnias cervicais têm aumentado como resultado do estilo de vida imposto pelas novas tecnologias.

Em alguns casos elas se manifestam com dor, o que exige que o treinamento seja suspenso até que a fase aguda seja superada. Outras vezes, a sua descoberta ocorre por acaso e não representa um impedimento para a prática esportiva. De qualquer forma, a avaliação médica é necessária em ambas as situações.

Exercícios recomendados

A condição médica exige um pouco de repouso, mas não impede os exercícios. Na verdade, a atividade física é um dos melhores métodos para aliviá-la. Se entendermos o exercício como parte da reabilitação, a prática será uma necessidade.

O objetivo da terapia física é o de melhorar a flexibilidade e a resistência. Trata-se de um programa de exercícios de alongamento para melhorar a flexibilidade e de fortalecimento de certos músculos. Inclui também o trabalho aeróbico para aumentar a resistência e melhorar a circulação.

O mais importante é entender em quais áreas devemos nos concentrar durante o treinamento. É aconselhável fortalecer os músculos do pescoço, das costas, dos glúteos e os abdominais, que estão envolvidos no movimento dos discos.

Por outro lado, os exercícios que requerem a flexão do tronco, como por exemplo o abdominal tradicional, devem ser evitados.

Hérnia de disco cervical: com que frequência se exercitar?

A frequência também é determinante. Três horas por semana de exercícios para as áreas específicas é o ideal. Dessa forma, o músculo será recuperado e a área afetada não será forçada.

Os exercícios aeróbicos podem ser feitos diariamente, desde que não gerem impacto na lesão. Bicicleta ergométrica, natação ou caminhada são exercícios aeróbicos que não afetam a coluna vertebral.

Caso apareça qualquer tipo de dor, a atividade física deve ser suspensa até a dor passar. Os agachamentos com barra não são recomendados, pois o peso é apoiado sobre a coluna. Enquanto isso, o alongamento deve ser feito de forma suave.

É um mito que treinar com o elíptico não funciona

Em todos os casos, é essencial cuidar da postura. O ideal é manter as costas retas ou em uma posição confortável durante a prática dos exercícios. Da mesma forma, no dia a dia, também devemos cuidar da postura para garantir costas saudáveis e evitar possíveis lesões.

Outras dicas para a vida cotidiana

Os pacientes com hérnia de disco cervical são orientados a dormir de barriga para cima, com um travesseiro sob o pescoço. Também é possível deitar de lado, com um travesseiro entre as pernas, mas nunca de bruços.

Se for necessário ficar em pé por muito tempo, é apropriado distribuir o peso de maneira uniforme. Ao caminhar, é necessário manter as costas retas, a cabeça erguida e os ombros para trás. Quando estivermos dirigindo, devemos usar as duas mãos e manter a distância necessária para que os pés alcancem os pedais sem esforço.

Por sua vez, as mulheres são orientadas a usar saltos altos apenas em ocasiões especiais. Ao levantar peso, os joelhos devem ser flexionados sem inclinar as costas nem exercer pressão sobre ela.

Se você tomar essas precauções durante o treinamento, a hérnia de disco cervical vai melhorar em pouco tempo. É necessário se acostumar a uma boa postura e a não exercer pressão desnecessária sobre as costas, a fim de garantir uma melhor qualidade de vida.

!function (f, b, e, v, n, t, s) {
if (f.fbq) return;
n = f.fbq = function () {
n.callMethod ?
n.callMethod.apply(n, arguments) : n.queue.push(arguments)
};
if (!f._fbq) f._fbq = n;
n.push = n;
n.loaded = !0;
n.version = ‘2.0’;
n.queue = [];
t = b.createElement(e);
t.async = !0;
t.src = v;
s = b.getElementsByTagName(e)[0];
s.parentNode.insertBefore(t, s)
}(window, document, ‘script’,
‘https://connect.facebook.net/en_US/fbevents.js’);
fbq(‘init’, ‘1677839712495774’);
fbq(‘track’, ‘PageView’);
fbq(“trackCustom”, “ViewMSContent”, {content_cat7: basePageAttr.category, content_tags: basePageAttr.tags})

Fonte: R7

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: