fbpx

História: O que estudar sobre a queda de Constantinopla

A queda de Constantinopla ou a tomada de Constantinopla, foi um importante acontecimento histórico e marcou o fim do Império Bizantino.

Considerada o centro do mundo, a cidade foi tomada pelos turcos otomanos em 29 de maio de 1453 e marcou o fim da Idade Média e o início de uma nova era na Europa e o Renascimento.

Com isso, o acesso ao Mar Negro pela Europa fechou-se, perdendo o acesso à Índia. Desta forma, buscaram uma nova rota marítima para chegar à Índia, fator determinante para as grandes navegações e o descobrimento da América por exemplo.

Trata-se de um assunto muito abordado nos vestibulares do Brasil todo, assim como no ENEM, por isso, vale a pena ficar por dentro do tema.

Antecedentes

A fundação da cidade de Constantinopla ocorreu em 330 d.C. pelo imperador romano Constantino e ficava sobre a aldeia grega Bizâncio.

Tudo se programava para que ela se tornasse uma capital imperial. O território ficava localizado em frente ao estreito de Bósforo, importante local que ligava a Europa a Ásia.

Como um imperador romano a fundou, Constantinopla ou Bizâncio era cristã, entretanto, no fim da Idade Média, o poder bizantino acabou perdendo força.

Com o enfraquecimento do Império Bizantino, Constantinopla se tornou desejo do sultão, além disso, os turcos otomanos iniciam uma série de conquistas.

O enfraquecimento de Constantinopla já havia ocorrido em 1204, após a Quarta Cruzada, quando caiu para os cavaleiros católicos.

Você Pode Gostar Também:

Já no século XIV, a Peste Negra, dizimou praticamente metade da população, matando milhares de pessoas.

Desta forma, em 1451 o sultão otomano Mehmed II, começa um programa bélico para tomar Constantinopla. Em 6 de abril de 1453, a cidade governada por Constantino XI o último imperador bizantino, sofre ataque de ao menos 200 mil homens.

Houve uma grande resistência por parte dos bizantinos, porém em 29 de maio, Constantinopla enfim é tomada pelos turcos otomanos.

Consequências da queda de Constantinopla

Com a Queda de Constantinopla bizantina, houve a proclamação da nova capital do islã, ocorrendo ainda o remanejamento na Europa Oriental.

Em decorrência a parte cristã européia ficou dois séculos temendo uma invasão do Islã, sobretudo depois de Viena sofrer com dois estados de sítios, em 1529 e posteriormente em 1683.

Além disso, receosos por uma conversão forçada ao islamismo, gregos e outros povos dos Balcãs, partiram em retirada pelo Mar Adriático rumo a Itália.

Entre eles, carregavam obras de arte, manuscritos e estudos, pilares importantes para o início do Renascimento.

A saber, o Império Otomano dominou Constantinopla até o começo da Primeira Guerra Mundial. A cidade passou a se chamar Istambul em 1930.

E então, gostou de conhecer mais sobre a queda de Constantinopla?

Leia também outro assunto para estudar – História: Entenda o contexto das Guerras Médicas

Fonte: Google News

Deixe uma resposta

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!