fbpx

Itália se prepara para mais uma Páscoa sob lockdown

A Itália se prepara para uma semana de Páscoa semelhante àquela que viveu no ano passado: contatos restritos, mobilidade reduzida e diversas regras sanitárias.
    A partir dessa segunda-feira (29), 12 regiões e províncias estarão na faixa vermelha de risco sanitário, o lockdown semelhante ao de 2020. Permaneceram nessa classificação Campânia, Emília-Romagna, Friuli Veneza Giulia, Lombardia, Marcas, Piemonte, Puglia, Vêneto e província autônoma de Trento e entram a partir de amanhã as regiões do Vale de Aosta, Calábria e Toscana.
    Apenas o Lazio apresentou melhora nos dados e passa da zona vermelha para a laranja a partir dessa segunda-feira – ficando ao lado da província autônoma de Bolzano e das regiões da Ligúria, Úmbria, Abruzzos, Molise, Basilicata, Sardenha e Sicília.
    No entanto, nos dias 3, 4 e 5 de abril, todo o território estará na zona mais restritiva para conter a circulação nas atividades da Páscoa. Nessa fase, as visitas entre as residências não estão permitidas livremente.
    Entre 5h e 22h, será possível visitar apenas uma residência de parentes ou amigos, que fique na mesma região, no máximo em duas pessoas com mais de 14 anos. Abaixo dessa faixa etária, não há limites de pessoas. A única exceção é a permissão de ajuda a qualquer pessoa que more sozinha ou não seja autossuficiente.
    Já para as regiões e províncias que estarão na fase laranja, as visitas diárias são permitidas também com restrições: só pode ser uma residência de amigos ou parentes que vivam na mesma cidade, no mesmo esquema da fase vermelha . Mas a maior mudança é que não há necessidade de comprovar os motivos de estar saindo de casa, como ocorre na vermelha.
    Outra diferença entre as duas fases é que na vermelha apenas serviços essenciais podem funcionar, já na laranja o funcionamento é liberado de maneira total – com exceção dos fins de semana para centros comerciais e shoppings. .
   

Veja também:

O cargueiro que bloqueou o Canal de Suez, essencial para o comércio global


  

  • separator

Fonte: Terra

Deixe uma resposta

Jornais Virtuais