Jogos de volta da Copa do Brasil têm novas polêmicas envolvendo o VAR

Novamente, o árbitro de vídeo teve papel polêmico nas partidas do futebol brasileiro. Durante os jogos de volta das quartas de final da Copa do Brasil, ontem, duas partidas tiveram situações envolvendo o VAR. Atlético-MG x Cruzeiro e Internacional x Palmeiras contaram com a presença decisiva da assistência do vídeo em lances capitais dos confrontos. Confira!

Mais uma vez, VAR foi decisivo nas quartas de final da Copa do Brasil (Foto:Reprodução)

Foto: Lance!

Gol anulado e expulsão marcam clássico mineiro

No dérbi de Minas, um lance chamou a atenção. Após um escanteio cobrado pelo Galo, o lateral-esquerdo Fábio Santos disputou a bola com Marquinhos Gabriel e caiu. O juiz mandou seguir e, na sequência da jogada, Pedro Rocha marcou o gol cruzeirense. O VAR entrou em ação e o juiz anulou o gol da Raposa por suposta falta em Fábio Santos no início do lance.

Além disso, logo após o gol e antes do juiz rever a jogada, uma confusão se instalou entre os jogadores. Tudo porque, na comemoração, Pedro Rocha tirou a camisa e mostrou à torcida atleticana. Alguns atletas do Galo não gostaram da atitude e foram tirar satisfação com o atacante celeste. Em meio à confusão, Alerrandro, do Atlético, e David, do Cruzeiro, trocaram empurrões e acabaram expulsos pelo árbitro Flavio Rodrigues de Souza.

Ao LANCE!, o ex-árbitro Carlos Eugênio Simon destacou que, no clássico entre Atlético-MG e Cruzeiro, o VAR ajudou a corrigir um erro claro do árbitro Flávio Rodrigues de Souza:

– O Marquinhos Gabriel não olha em nenhum momento para a bola. Claramente, ele vai direto no corpo do Fábio Santos e, depois da jogada, vem o gol do Pedro Rocha. O lance, inclusive, aconteceu diante dos olhos do Flávio Rodrigues de Souza, que vinha de boas arbitragens. Graças ao auxílio do VAR, ele não cometeu o erro.

Para ele, os desdobramentos em torno da não marcação do gol foram corretos.

– Na questão disciplinar, ele agiu corretamente. Além de dar o amarelo para o Pedro Rocha por tirar a camisa, David e Alerrandro foram expulsos de maneira correta – finalizou.
VAR volta atrás em pênalti e anula gol do Internacional

Em Porto Alegre também aconteceram lances envolvendo o VAR. Tudo começou aos 35 minutos do segundo tempo, quando Felipe Melo caiu dentro da área e o juiz Raphael Traci marcou pênalti. O VAR foi acionado e anulou a penalidade, pois o volante do Palmeiras sequer foi tocado.

As polêmicas não pararam por aí. No final da partida, aos 47 minutos, Cuesta marcou de cabeça o gol que daria a classificação para o Internacional. Depois de toda a comemoração, a arbitragem anulou o tento, alegando falta do zagueiro colorado sobre Felipe Melo, que estava na marcação. O lance gerou muita polêmica. D’Alessandro acabou sendo expulso por reclamação e até mesmo a Polícia Militar foi acionada para ‘proteger’ a cabine do VAR.

Carlos Eugênio Simon também comentou sobre a arbitragem no Beira -Rio. Segundo ele, Rafael Traci acertou ao, com a ajuda do VAR, anular o pênalti sobre Felipe Melo no confronto entre Internacional e Palmeiras.

– Não aconteceu o pênalti. O Edenílson não toca no Felipe Melo, que acaba caindo. O árbitro de vídeo chamou a atenção e agiu corretamente.

Já a anulação do gol de Victor Cuesta, nos últimos minutos da partida, rendeu outra interpretação de Carlos Eugênio Simon.

– Para mim, o Cuesta salta e em nenhum momento faz carga no Felipe Melo. Não houve infração nenhuma.

O ex-árbitro ainda lamentou a organização da CBF em relação à escala.

– O Rodrigo D’Alonso Ferreira foi árbitro de vídeo neste Internacional x Palmeiras. Um jogo muito tenso, acirrado, com muita pressão para a arbitragem. E no próximo domingo ele já vai apitar o confronto entre Ceará e Palmeiras, pelo Brasileirão.

Com o término das quartas de final, as semis da Copa do Brasil foram definidas: o Internacional encara o Cruzeiro, enquanto o Grêmio enfrenta o Athletico Paranaense. Os mandos de campo serão definidos em sorteio que será realizado na sede da CBF, na próxima segunda-feira.

Lance!

  • separator

Fonte: TERRA

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: