fbpx

Júri dos EUA ordena que J&J pague US$ 4,7 bi por produtos cancerígenos

22 mulheres e suas famílias culpam os produtos de talco da companhia de ter lhes causado câncer de ovário

Por
EFE

access_time

12 jul 2018, 22h15

Washington – Um júri nos Estados Unidos ordenou nesta quinta-feira (12) que a Johnson & Johnson indenize com US$ 4,69 bilhões um grupo de 22 mulheres e suas famílias que culpa os produtos de talco da companhia de ter lhes causado câncer de ovário.

A indenização ditada por um júri em San Luis, no Missouri, se divide em US$ 550 milhões em danos compensatórios e outros US$ 4,14 bilhões em danos punitivos.

Trata-se da maior indenização já ditada contra a Johnson & Johnson, que tem cerca de 9.000 casos similares abertos.

As litigantes, das quais seis já morreram, acusaram a fabricante de produtos de higiene pessoal e para bebês de ter contribuído para o desenvolvimento do seu câncer de ovário com seus pós de talco com amianto desde os anos 1970.

A Johnson & Johnson, que já anunciou que recorrerá do veredito, alega que seus produtos de talco não contêm amianto nem são causadores de câncer.

http://platform.twitter.com/widgets.js(function(d){var id=”facebook-jssdk”;if(!d.getElementById(id)){var js=d.createElement(“script”),ref=d.getElementsByTagName(“script”)[0];js.id=id,js.async=true,js.src=”https://connect.facebook.net/pt_BR/all.js”,ref.parentNode.insertBefore(js,ref)}})(document)

Fonte: Exame

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!