fbpx

Justiça manda cortar telefone e internet de Crivella antes de prisão domiciliar – Brasil

O Antagonista

Marcelo Crivella está preso desde ontem (22), no Rio

A desembargadora do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ) Rosa Helena Penna Macedo Guita autorizou, nesta quarta-feira (23), um novo mandato de busca e apreensão
na residência do prefeito afastado do Rio,
Marcello Crivella (Republicanos)
, que segue preso desde terça (22).

Rosa Helena Macedo determinou o corte de internet
e solicitou que agentes da polícia confisquem celulares e tablets
encontrados na casa do político, situada na Barra da Tijuca.

“Determino [que] seja expedido mandado de verificação e busca e apreensão, a ser cumprido na residência do então paciente, de lá retirando os terminais telefônicos fixos, computadores, tablets, laptops, aparelhos de telefone celular e smart tvs, de forma a dar fiel cumprimento à medida. Determino ainda seja oficiado às empresas de telefonia fixa e internet a fim de interromperem os respectivos sinais. Determino, por fim, seja providenciada a colocação de dispositivo de monitoramento eletrônico no paciente. Após, voltem”, escreveu.

A magistrada é quem será responsável por expedir a prisão domiciliar

do prefeito afastado,  uma vez que, na manhã de hoje, o desembargador plantonista Joaquim Domingos de Almeita Neto decidiu não assinar.

As medidas cautelares expedidas pelo presidente do STJ são válidas até que o ministro Antonio Saldanha Palheiro, relator do habeas corpus impetrado pela defesa de Crivella, analise o mérito do pedido.

Fonte: Google News

Deixe uma resposta

Jornais Virtuais