Kobra ganha o “Eduardo Kobra Day” em NY e inaugura mais duas importantes obras nos EUA – Notas – Glamurama

Murais de Kobra: Louis Armstrong, em New Orleans, e Mark Twain e John T. Lewis, em Byffalo, NY || Créditos: Divulgação

Se existe um artista brasileiro bem conceituado em Nova York – um dos principais polos da arte mundial – esse é Eduardo Kobra. Com mais de 50 murais espalhados por todo o estado, ele acaba de inaugurar mais um que até lhe rendeu uma homenagem daquelas, o “Eduardo Kobra Day”, que será comemorado todo o dia 22 de julho, em Buffalo, cidade do estado de Nova York, e que foi concedido pelo vereador local Joel P. Feroleto. Há cinco anos, a cidade passa por uma reestruturação e a ideia é atrair mais turistas, por isso tem investido na arte de rua.

A obra de 11,5 metros de altura por 16,25 metros de largura na parede de um prédio na 1188 Hertel Av., região que faz parte da revitalização local, mostra a amizade do escritor Mark Twain com o agricultor e criador de porcos John T. Lewis que era muito seu amigo e sofria com o preconceito por ser negro. “O racismo é um tema constante na obra do escritor e infelizmente ainda nos tempos atuais nos EUA e no mundo inteiro”, afirma Kobra.

E nesse domingo, o muralista entregou, em New Orleans, outra pintura sobre o cantor e trompetista Louis Armstrong, ícone do jazz. O mural com 13 metros de altura por 12,65 metros de largura, pintado em cinco dias, foi feito para comemorar o aniversário do músico – que seria em 4 de agosto -, e nasceu na cidade. “O trabalho fica em uma área central da cidade, que foi importante para o desenvolvimento do jazz por lá e foi extremamente desafiador e complexo, já que o painel tem cerca de 10 janelas, além de portas”, conta Kobra.

Em 2018, ele pintou 20 murais nos EUA, sendo 18 deles em Nova York. E este ano, Kobra recebeu 42 convites para fazer obras no exterior. Tá bom?