fbpx

Lasier Martins lança candidatura avulsa ao Senado

O senador Lasier Martins (Podemos-RS) lançou sua candidatura à presidência do Senado em protesto à articulação do Palácio do Planalto para eleger Rodrigo Pacheco (DEM-MG) na vaga. A disputa está marcada para a próxima segunda-feira, 1º.

Agora, são cinco candidatos à sucessão de Davi Alcolumbre (DEM-AP): Rodrigo Pacheco, Simone Tebet (MDB-MS), Jorge Kajuru (Cidadania-GO), Major Olimpio (PSL-SP) e Lasier Martins. Os três últimos pretendem aproveitar o tempo da sessão de eleição e protestar contra Alcolumbre e a negociação em prol do candidato do DEM.

Conforme o Estadão revelou, o governo liberou verbas para deputados e senadores em troca de votos na sucessão do Congresso. De acordo com Lasier, a candidatura lançada por ele é “contra as velhas práticas do toma lá, dá cá, que é o que está acontecendo com o candidato oficial, através da discriminação na oferta de emendas extras, o que equivale a dizer compra de votos.”

O senador Lasier Martins (Podemos-RS); agora são cinco candidatos à sucessão de Davi Alcolumbre (DEM-AP)

Foto: Jane de Araújo/Agência Senado / Estadão Conteúdo

Por ser candidato, Lasier Martins terá um tempo de discurso na sessão do Senado, na segunda-feira, 1. Por isso, o parlamentar decidiu ser candidato e usar o espaço para protestar contra o atual presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), que lançou Pacheco na disputa.

“Além de imoral, tira a independência do Senado, que o subordina ao presidente da República”, afirmou Lasier, em nota distribuída pela assessoria de imprensa. “Também defendo a prisão após condenação em segunda instância, com o que não simpatiza o candidato situacionista.” Coelho (PE) é líder no Senado e Eduardo Gomes (TO), no Congresso.

Veja também:

Populares detêm homem que quebrou objetos em loja de conveniência no Brasília

Estadão

  • separator

Fonte: Terra

Deixe uma resposta

Jornais Virtuais