fbpx

Livro infantil de Meghan Markle foi presente para Harry no dia dos pais


Meghan Markle sorridente e capa do livro infantil que lançou (Fotomontagem/Reprodução Istagram)

Meghan Markle deu sua primeira entrevista após o nascimento da filha Lilibet Diana. A Duquesa de Sussex falou sobre seu primeiro livro infantil The Bench, que foi lançado para celebrar o dia dos pais, que em vários países aconteceu no domingo 20 de junho.

Em entrevista ao programa de rádio americano Weekend Edition Sunday: NPR, a esposa do Príncipe Harry ficou sentimental ao comentar como o livro foi um doce presente de Dia dos Pais para seu marido.

“Como a maioria de nós, você pensa: ‘O que vou dar de presente para eles?’ E pensei que só queria algo sentimental e um lugar para ele ter como base para o nosso filho”, explicou Meghan comentando que espera que os leitores vejam seu livro como ‘uma história de amor que transcende a história de (sua) família’.

Ao escrever seu primeiro livro infantil, Meghan confessa que colocou nele vários momentos especiais entre Harry e seu filho Archie para que o menino ao crescer consiga identificar esses momentos, como por exemplo, o Duque embalando seu filho para dormir.

“Eu sabia que nosso filho perceberia todos aqueles elementos”, disse a Duquesa, revelando que Archie tem um ‘apetite voraz por livros’.

“O fato dele adorar The Bench e podermos dizer que ‘mamãe escreveu isso para você’ é incrível.”, assegurou.

Fracasso em vendas?

A incursão de Meghan Markle no mundo da literatura com seu novo livro infantil chamado ‘The Bench’ não impressionou muita gente, principalmente no Reino Unido.

E embora o livro de 40 páginas tenha sido promovido na internet devido ao status de celebridade da Duquesa de Sussex, relatos revelaram que ela não se saiu bem nas listas de vendas do Reino Unido na primeira semana desde seu lançamento.

Segundo o jornal Mirror Online, o livro só conseguiu vender 3.212 cópias na primeira semana e também não alcançou a lista dos 50 mais vendidos.

Mas mesmo assim a publicação conseguiu chegar ao topo da lista de livros ilustrados mais vendidos, graças às ilustrações cativantes do premiado artista Christian Robinson.

De acordo com o diário, apesar das baixas vendas, os editores do livro, Penguin Random House Children (PRH) ainda poderão se beneficiar dele, pois têm os direitos que lhes permitem vender a versão em inglês do livro em todo o mundo.

A Penguin Random House Children também revelou que eles podem vender seus direitos de tradução para outras editoras, o que significa que o livro de Meghan pode se tornar um grande sucesso se for traduzido para outros idiomas.

A imprensa inglesa se surpreendeu com o pouco volume de vendas no Reino Unido, mas segundo especialistas, é devido aos conflitos dela e Harry com a família real.

Fonte: O Fuxico

Deixe uma resposta

Jornais Virtuais