fbpx

Louboutin – História de sucesso da griffe de sapatos de solado vermelho – Moda


Presente na lista de desejo de muitas mulheres, os sapatos da griffe Louboutin são um verdadeiro sucesso. E isso não é por acaso já que a marca de sapatos se tornou a queridinha das famosas e também das não famosas. Nos tapetes vermelhos de Hollywood, esses sapatos são presença confirmada nos pés das maiores celebridades do mundo. Afinal, os sapatos icônicos da griffe jamais passam despercebidos em qualquer ambiente.

Eles marcam pelo design sofisticado, o salto altíssimo e o famosos solado vermelho, que se tornou marca registrada da griffe de Christian Louboutin. Sendo assim, quando falamos em artigos de luxo e desejo, os sapatos Louboutin estão sempre presentes.

Seja como for, o império criado por Louboutin começou em 1992, na França e se expandiu para todo o mundo. Embora os modelos da marcam sigam um mesmo padrão, todos eles carregam o seu charme único e luxuoso.

Portanto, por ser uma das maiores marcas do mundo da moda, hoje iremos conhecer como tudo começou, e o segredo do sucesso de Christian Louboutin.

A história de Christian Louboutin

Celebrity New Worth

Antes de mais nada, não tem como falar da história da marca, sem antes contar a história do seu idealizador, Christian Louboutin. Desde muito pequeno, Christian já nutria uma paixão por sapatos. E isso era nítido, tanto que na época da escola ele já fazia rascunhos de sapatos em seus cadernos.

Na adolescência, por volta dos 15 anos de idade, o jovem começou a conhecer a noite parisiense, frequentando teatros para assistir musicais. Inclusive, foi assistindo ao musical Moulin Rouge que ele decidiu criar suas primeiras coleções de sapatos para venda. O intuito era projetar sapatos autênticos para as dançarinas de musicais do gênero, que ele era apaixonado.

Como na época ele ainda não tinha uma loja própria para vender seus sapatos, Christian visitava boates e cabarés para apresentar suas criações para as dançarinas. No entanto, como o começo quase sempre é difícil, ele também enfrentou muitas dificuldades para vender os seus primeiros modelos.

O que acabou sendo bom, já que ele decidiu aperfeiçoar a sua técnica de criação e começou a trabalhar para o estilista francês Charles Jourdan. Aliás, Jourdan que foi o seu mentor e lhe ajudou a criar o seu próprio estilo pessoal de criação de sapatos. Então, antes de criar a sua própria marca, Louboutin trabalhou para grandes griffes de moda, como Chanel, Yves Saint Laurent, Christian Dior entre outras.

×

A primeira loja Louboutin

Pinterest

Em 1992, depois de aprimorar os seus conhecimentos em moda, Christian Louboutin finalmente inaugura a sua primeira loja, dentro da renomada Galerie Vero-Dodat. Aliás, a loja existe até os dias de hoje, sendo um ponto de referência para os amantes da moda.

Contudo, o sucesso mesmo veio alguns meses depois, quando uma jornalista da revista americana W Magazine estava visitado a cidade em busca de novas marcas. Durante a passagem, a jornalista escutou uma conversa entre duas mulheres que estavam falando sobre os sapatos de Christian. Inclusive, uma delas era nada mais, nada menos, do que a princesa Caroline, de Mônaco.

Após isso, a jornalista foi conhecer as criações do designer e fez uma matéria sobre a sua loja. Isso foi o suficiente para tornar a marca Louboutin conhecida mundialmente.

Expansão da marca Louboutin

Miami do Meu Jeito

Sendo assim, com o reconhecimento internacional, dois anos depois de abrir a primeira loja, Christian Louboutin já tinha franquias abertas nos Estados Unidos. Os seus sapatos já eram um verdadeiro sucesso, sendo considerado até verdadeiras obras de arte. E como obras de arte, o preço não era nada simplista. Os modelos mais básicos da marca não são encontrados por menos de US$ 500 em nenhum lugar do mundo.

O Brasil foi o primeiro país da América Latina a ter uma loja Christian Louboutin. Inaugurada em 2009, a loja fica no shopping Iguatemi em São Paulo. Seguindo o padrão de toda as lojas da griffe, a brasileira não deixa a desejar no quesito luxo. A estrutura com três andares, é marcada por diversos espelhos e um atendimento personalizado.

O famoso solado vermelho

Peguei Bode

Os sapatos Louboutin não passam despercebidos e nenhum lugar, e não é difícil reconhecê-los. Além do solado vermelho, marca registrada da grife, o salto alto e o design luxuoso não são encontrados em nenhum outro tipo de sapato feminino.

Mas certamente o que mais gera curiosidade é o famoso solado vermelho. A história desse solado foi revelada pelo próprio Christian Louboutin em uma entrevista. Ele contou que a ideia de pintar o solado de vermelho surgiu meio que por acaso.

Ele tinha uma secretária que sempre pintava as unhas de vermelho e isso lhe chamou a atenção. Como resultado, um dia ele decidiu usar o esmalte dela para pintar o solado de um de seus sapatos. E foi assim que, segundo ele conseguiu dar identidade própria as suas criações.

Seja como for, isso deu mais do que certo. Portanto, hoje todas as suas criações contam com o solado vermelho. E não é um tom de vermelho qualquer, é um tom específico que foi patentado e que só pode ser usado pela sua marca.

De acordo com Christian, ele queria que as mulheres fossem percebidas em todas as ocasiões. Ou seja, até quando estivessem indo embora, quando quando são vistas pelas costas, caminhando e com os sapatos em evidência.

Curiosidades dos sapatos Louboutin

Etiqueta Única

Até hoje, quase três décadas depois todos os sapatos Louboutin continuam sendo fabricados na Itália, no ateliê do designer.

É o próprio Christian que desenha todas as esquetes dos calçados, que são confeccionados à mão. Todo esse processo artesanal e personalizado, que preza por todos os detalhes é o que faz os preços das criações serem tão altos.

Certas coisas nunca saem de moda, e uma delas com certeza são os modelos clássicos de Louboutin. Que inclusive são os mais procurados até hoje.

Principais modelos Louboutin

Louboutin Pigalle

Glamour

Esse é um clássico Louboutin, um dos modelos mais tradicionais da griffe. Com bico e salto fino, disponível em três alturas, é ideal para o dia a dia.

Louboutin Pigalle Plato

Glamour

Esse modelo é muito parecido com o Pigalle, com a diferença apenas na plataforma frontal, que proporciona mais sustentação ao pé. Desse modo, mantém o salto e o bico fino, e é um dos modelos favoritos das aficionadas pela griffe. Devido ao seu design sofisticado, é o modelo perfeito para ocasiões mais especiais.

Louboutin Decollete 554

Glamour

Com salto e bico mais finos dos que os modelos Pigalle, o Decollete vem em dois tamanhos de salto. Devido ao bico muito fino, não é o mais indicado para o uso no dia a dia. No entanto, é o modelo perfeito para quem não abre mão de um salto agulha sofisticado.

Louboutin Iriza

Glamour

Disponível em um único tamanho de salto, 10 cm, o diferencial do Iriza é a sua abertura lateral. Portanto, o sapato deixa as curvas internas dos pés mais livres, o que faz dele o modelo perfeito para quem deseja ousar no look.

Louboutin Fifi

Glamour

Por fim, o modelo Fifi, que se diferencia pelo salto agulha super fino e o bico mais arredondado. Então, devido ao bico ser mais confortável, esse modelo é muito indicado para ousar no dia a dia.

Enfim, o que você achou dessa matéria? Aliás, aproveite para conhecer também a história da Sephora.

Fontes: Etiqueta Única Etiqueta Única Pleno News Glamour

Imagem destacada: The New York Times

Imagens: Celebrity New Worth Pinterest Miami do Meu Jeito Peguei Bode Etiqueta Única Glamour 

Essa matéria Louboutin – História de sucesso da griffe de sapatos de solado vermelho foi criada pelo site Área de Mulher.

Fonte: R7

Deixe uma resposta

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!