Mano Menezes celebra 3 anos de Cruzeiro e atribui longevidade no clube às taças – Esportes

Antes de comandar o último treino do Cruzeiro antes do jogo deste sábado, às 19 horas, no Mineirão, contra o Athletico-PR, Mano Menezes era só simpatia na Toca da Raposa. O técnico posou para fotos com torcedores e recebeu destes os parabéns pelos três anos de permanência no cargo, completados nesta sexta-feira.

Desde que iniciou sua segunda passagem pelo clube mineiro, nesta mesma data em 2016, o treinador já acumula dois títulos da Copas do Brasil (2017 e 2018) e dois estaduais (2018 e 2019), caracterizando seu trabalho pela predileção por torneios de mata-mata. Como resultado desta opção, o time jamais brigou diretamente pelo título do Brasileirão, competição realizada em formato de pontos corridos, neste período – ficou em 12º em 2016, 5º em 2017 e 8º em 2018.

Entretanto, é inegável a competência do treinador em formar times com a força mental necessária para as disputas eliminatórias. Não por acaso, a marca de três anos faz com que Mano seja o técnico mais longevo em um clube brasileiro no momento, o que, de acordo com o comandante cruzeirense, se deve mesmo às taças, venham como vier.

“Sempre quando você assume um trabalho novo, a ideia é fazer um trabalho a longo prazo, mas para isso os resultados precisam acompanhar a trajetória. Eu já tinha tido três trabalhos longos na carreira. Então, minha intenção era vir ao Cruzeiro fazer um trabalho vencedor, marcante, que possibilitasse a permanência por mais tempo. Mesmo assim, três anos é fato raro em qualquer circunstância e só aconteceu exatamente porque a gente conquistou tudo o que a gente já conquistou”, reconheceu Mano, em entrevista o site oficial do clube mineiro.

Até o momento, são 104 vitórias, 62 empates e 49 derrotas nos últimos três anos depois que retornou de uma rápida passagem pelo Shandong Luneng, da China, um retrospecto que, apesar do mau momento no Brasileirão (no qual ocupa apenas o 16º lugar, com dez pontos), é considerado satisfatório pelo treinador e, para ele, se deve ao bom ambiente vivido na Toca da Raposa.

“A gente não tem medo de dificuldades e também não tem a ilusão de que elas não vão acontecer durante uma trajetória, durante uma temporada, e muito mais durante três anos. Então, para isso estamos preparados. Mas o ambiente de coisas boas, de empatia e confiança faz com que você se sinta mais incentivado a resolver os problemas e dar continuidade”, argumentou o treinador.

TREINO – O elenco do Cruzeiro realizou na tarde desta sexta-feira o último treino de preparação para encarar o Athletico-PR em Belo Horizonte. A tendência é a de que Mano escale uma equipe completamente reserva para o duelo deste sábado, pois ele deverá poupar os titulares visando o confronto de volta das oitavas de final da Copa Libertadores, nesta terça-feira, contra o River Plate, no Mineirão.

A principal novidade do treinamento desta sexta-feira foi a presença do lateral Edilson, mas ainda trabalhando sob supervisão da fisioterapia do clube, após se recuperar de um estiramento na panturrilha direita, sofrido antes da paralisação do Brasileirão motivado pela disputa da Copa América no Brasil.

Uma provável formação do Cruzeiro para o jogo deste sábado é a seguinte: Rafael; Weverton, Fabrício Bruno, Cacá e Dodô; Éderson, Ariel Cabral, Jadson e Maurício; David e Fred.

Fonte: R7

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: