fbpx

Mapa Mental – Técnica de Estudo Infalível – Notícias Concursos

Você já ouviu falar em mapa mental? Sabe como funciona essa forma de estudo que pode ajudar no Enem e vestibulares?

Muitos alunos gostam de estudar Biologia com mapas mentais porque eles ajudam a associar e criar conexões entre os conteúdos. Quer ver como?

Confira um guia completo sobre mapa mental e aprenda a usar essa técnica.

O que é mapa mental? 

Mapa mental é uma técnica de estudo criada no final da década de 1960 por Tony Buzan, um consultor inglês. Ela consiste em criar resumos cheios de símbolos, cores, setas e frases de efeito com o objetivo de organizar o conteúdo e facilitar associações entre as informações destacadas. Esse material é muito indicado para pessoas que têm facilidade de aprender de forma visual.

Na sua ficha de mapa mental, você pode relacionar o contexto histórico de um tema, informar onde tudo aconteceu, deixar claro se a localização influenciou nas condições econômicas e, consequentemente, sociais e políticas, entre outros.

Resumindo: é uma ficha de estudos que te dará uma visão geral do tema, te ajudará a fixar os pontos mais importantes da matéria e permitirá que você faça todas as associações possíveis sobre o acontecido.

Mapa mental: para que serve?

Como o próprio nome diz, serve para você se orientar nessa vastidão de conteúdos. Essa técnica de estudos ajuda a memorizar os principais pontos do tema estudado e organizar os detalhes na sua cabeça.

Mapa mental: como criar o seu?

Você não precisa seguir uma regra rígida para criar mapa mental, mas existem algumas orientações que podem te guiar nesse processo.

A primeira coisa que você deve fazer é pegar uma ficha em branco (pode ser uma folha sulfite A4), deixe virada na horizontal e coloque algum conteúdo bem marcante no centro. Faça desenhos, monte gráficos ou insira símbolos.

A partir desse ponto central, você desenvolverá o estudo e organizará as principais informações. É muito importante que você escolha bem o que vai representar sua ficha de estudos, pensando nas conexões feitas entre ele.

Por exemplo, se você vai montar um mapa mental da Revolução Francesa, você pode colocar a bandeira da França acompanhada da frase “Liberté, égalité, fraternité”. Ou, então, você pode desenhar representantes das classes sociais – você quem sabe.

Outro ponto muito importante na construção do seu resumo é você decidir o que cada elemento representará. Tudo tem que ter sentido, com diferentes significados.

Por isso, tudo precisa ser muito bem pensado:

  • cores – cada uma delas deve “comunicar” algo;
  • formatos – a escolha de cada formato deve ser pensada para associar conteúdos. O retangular pode abordar aspectos políticos, enquanto o triangular diz respeito ao aspecto econômico;
  • setas – o tipo de seta também pode te deixar uma dica e criar conexões no mapa mental;
  • balõezinhos – a mesma lógica se aplica a cada balão.

Tudo precisa ter um motivo para você se lembrar. O mapa mental é feito para você bater o olho e conseguir associar as informações.

Como fazer um mapa mental: passo a passoMAPAS MENTAIS: O que é, Para que serve e Como fazer (Guia passo a ...

1. Pegue uma folha em branco e vire-a na horizontal;
2. Coloque o tema do seu resumo no centro desta folha. A dica é fazer algum desenho, símbolo ou gráfico bem marcante;
3. Faça conexões a partir desse elemento central. Uma ideia é puxar setas para representar cada nova associação;
4. Use palavras-chave para seu material ficar resumido e objetivo;
5. Complete o seu resumo com todas as informações importantes. Vale destacar: contexto histórico, influências, localização, fatores de causa, consequências, detalhes, entre outros;
6. Não tenha medo de colocar ou tirar informações. Você tem vários elementos para estimular seu cérebro e representar a matéria.

Você Pode Gostar Também:

Ferramentas para criar seu mapa mental online. 

Muita gente prefere papel e caneta, mas para quem é mais digital e gosta de ter tudo na tela do computador ou celular, separamos uma lista com algumas das melhores ferramentas para criar um mapa mental.

Coggle

É uma excelente ferramenta para criar mapas mentais. Apesar de o site ainda não estar 100% traduzido para o português, a maior parte já funciona no nosso idioma, além de que a plataforma é super intuitiva e visual. Você pode usar a versão gratuita ou contratar um dos planos oferecidos.

Mindmeister

Também funciona no navegador, tem versão gratuita e paga. Eles ainda oferecem desconto para quem é estudante.

Mind Node

É uma ferramenta simples e prática, também possui versão gratuita.O único ponto negativo é que funciona apenas para iOS.

Canva

Quer criar um mapa mental para impressionar todo mundo? Com o canva você consegue desenhar um mapa super visual, digno de ir para a parede. Apesar do foco da ferramenta não ser a criação de mapas mentais, ele pode ser usado quando a intenção é fazer um especial e diferente. O uso da ferramenta é gratuito, você só precisará pagar se quiser usar alguns itens específicos.

É possível fazer mapa mental no Word? 

Sim, é possível. Na verdade, não existe restrição.Você pode fazer seu mapa mental online, pode fazer por aplicativo, pode fazer à mão e pode, inclusive, fazer no Word.

O importante é você seguir o passo a passo, ver o que funciona melhor no seu caso e incorporar essa técnica de estudos.

Vantagens de estudar com um mapa mental

Em primeiro lugar, o mapa mental ajuda a memorizar e fixar os conceitos mais importantes. Em segundo lugar, ele te ajuda a estabelecer as relações entre os temas.

“Em História, você precisa muito disso”, alerta Dimas. De acordo com o professor, esse tipo de resumo permite que você faça periodização, relacione as condições econômicas, sociais, políticas e culturais de um tema.

É bom estudar para o Enem com mapa mental?

De acordo com o professor Dimas, é muito bom estudar para o Enem com esse tipo de material. Com o tempo, você pega o jeito de segmentar as informações e priorizar o que é mais importante.

“É como se você montasse um sistema de busca na sua cabeça para ficar mais fácil de acessar”, diz ele.

Além disso, o mapa mental permite que você relacione informações de diferentes disciplinas. No seu mapa mental de História, você pode adicionar conteúdo de Filosofia, Literatura, Geografia, entre outros.

Isso significa que o resumo deixa de ser de uma matéria específica e torna-se a representação daquele tema. Agora, atenção: sabe por que isso é muito bom? Porque os processos seletivos estão apresentando cada vez mais questões interdisciplinares e com essa estratégia você pode se sair muito bem.

Fonte: Google News

Deixe uma resposta

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!