fbpx

Menu saudável é uma boa oportunidade de vendas para restaurantes durante a quarentena

Comerciantes locais dessa segmentação veem os pedidos aumentarem nas últimas semanas

(Crédito: Divulgação)

Por Rodolfo Milone

A quarentena, medida de combate ao coronavírus, fez com que novos hábitos fossem adotados pela população – e muitos desses novos costumes não são nada saudáveis. Logo quando as saídas à rua deixaram de ser aconselhadas, as pessoas passaram a ter um ritmo de vida mais sedentário, assim como começaram a descontar em alimentos mais calóricos a ansiedade e o desconforto causados pelo isolamento.

Porém, agora, com mais de um mês desde que a pandemia chegou ao Brasil, os isolados sentem os resultados dos maus hábitos, como agravamento de doenças como pressão alta e ganho rápido de peso. Com isso, começou a busca por opções de alimentação mais benéficas à saúde, tendência que já vinha crescendo no Brasil.

A pesquisa Euromonitor Internacional de 2019 mostra que, nos últimos cinco anos, o crescimento do setor da indústria voltado para o desenvolvimento de alimentos e bebidas saudáveis foi cerca de 12,3%, em 2018, porém a indicação é de que esse crescimento chegue a 4,4% por ano até 2021. Essa ascensão foi vista fortemente em território brasileiro: o país subiu uma posição em relação ao ano anterior e ocupa a quarta colocação mundial no ranking de vendas de comida saudável, um mercado que movimenta cerca de US$ 35 bilhões por ano.

As receitas mais conhecidas, como massas e pães integrais, omelete fit, frutas e saladas simples, já vinham sendo preparadas em casa por quem buscava uma dieta equilibrada. Mas, agora, com o isolamento, muitos vêm buscando experimentar alimentos diferenciados funcionais que não deixem de ser saborosos, e uma forma de não errar é pedir em restaurantes especializados que fazem entrega a domicílio.

O e-commerce de produtos fit, como os congelados funcionais, por exemplo, viu suas vendas se multiplicarem somente nas últimas semanas de março – desde as grandes marcas até os pequenos produtores. O Lá do Sítio, loja carioca de marmitas vegetarianas, teve aumento de 60% nos pedidos feitos principalmente por pessoas idosas ou que tratam doenças crônicas, consideradas grupo de risco da Covid-19.

A Yellow Mango, outro comércio local do Rio, percebendo esse movimento, lançou uma seleção especial com porções prontas para consumo e pratos-feitos saudáveis. Diariamente, diferentes PFs e saladas são anunciadas e disponibilizadas no site, já que o cardápio varia de acordo com os ingredientes frescos disponíveis, com condições especiais de entrega na Zona Sul, onde o restaurante fica localizado.

Deixe uma resposta

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!