Na torcida por Di Grassi, Massa vê Fórmula E imprevisível: ‘Tudo pode acontecer’ – Esportes

Sem esconder a torcida pelo amigo e compatriota Lucas Di Grassi, Felipe Massa afirmou nesta sexta-feira que a Fórmula E é imprevisível, a julgar pelas corridas realizadas na atual temporada. Na sua avaliação, apesar das chances menores, o piloto da Audi pode sair de Nova York com o segundo título da F-E nas mãos.

“Acho que o Vergne tem uma diferença interessante. É mais fácil brigar assim pelo título. Mas na Fórmula E tudo pode acontecer. O Lucas não deixa de ter uma chance de ser campeão, tomara que isso aconteça. Torço por ele como amigo e como brasileiro”, afirmou o brasileiro ao Estado. “Se eu puder fazer alguma coisa para ajudá-lo, faço com prazer.”

Di Grassi é o atual vice-líder do campeonato, na briga pelo título com o favorito Jean-Eric Vergne. O francês, da equipe DS Techeetah, lidera a classificação com 32 pontos de vantagem. No entanto, a temporada será encerrada com corrida dupla em Nova York, neste sábado e domingo, nos Estados Unidos. Haverá 58 pontos em disputa nestes dois dias, sendo 50 pelas vitórias (cada um vale 25 pontos), seis pelas pole position (três em cada dia) e dois pelas voltas mais rápidas (uma em cada prova).

Na sua avaliação, Massa acredita que o circuito montado nas ruas do Porto do Brooklyn pode render boas disputas nas duas corridas. “Achei legal o circuito, conheci pelo simulador. Parece bem interessante, tem de economizar bastante bateria ao longo da corrida”, comentou, nesta sexta, diante de forte calor na cidade norte-americana – os termômetros superaram os 32 graus.

“O calor já era esperado. Estive aqui no ano passado para assistir. A temperatura pode ser uma preocupação porque pode afetar a bateria, como aconteceu em Santiago. Mas vamos tentar aprender sobre a pista e ver como vai acontecer”, comentou o experiente ex-piloto de F-1.

Em sua primeira temporada na Fórmula E, Massa obteve apenas um pódio até agora, em Mônaco. No entanto, mantém a confiança elevada para as duas provas em Nova York. “Sempre penso em pódio. Em cada corrida o objetivo é esse. Nas últimas corridas a gente não tinha um carro tão competitivo para conseguir brigar pelo pódio, mas mesmo assim fiz boas provas. Cada pista é uma novidade para mim”, afirmou.

Os pilotos vão para a pista neste sábado às 8h30 (horário de Brasília), para o primeiro treino livre. A sessão classificatória está marcada para as 12h45. No mesmo dia haverá a corrida, como de costume. A largada será às 17h04, com duração de 45 minutos mais uma volta.

Fonte: R7

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: